Montfort Associação Cultural

22 de novembro de 2004

Download PDF

Consagrações da França e da Russia

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Angela
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil

Prezado Sr. Orlando,

Gostaria de saber se a Revolução Francesa foi alguma espécie de castigo por causa da recusa dos reis franceses(se eu não me engano foram 3 até a revolução) em fazer a consagração da França ao Sagrado Coração pedida por Jesus através de Santa Margarida.

Nas mensagens, Jesus garante que a consagração seria, de fato, feita, mas até agora não foi e a monarquia francesa não existe mais. Isso significa que haverá uma restauração da monarquia na França no futuro, como algumas pessoas interpretam? O problema é que as pessoas que pensam numa possível restauração monárquica francesa, logo caem naquela história do “Grande Monarca” do tal abade Joaquim, que eu já vi o sr. condenando no seu site.

E relacionando com o caso de Fátima e da Rússia, a história parece estar se repetindo. A consagração da Rússia ao Imaculado coração ainda não foi feita, e, segundo o que li sobre Fátima, Lúcia teria recebido uma mensagem em 1931 do próprio Jesus, onde Ele dizia que a consagração da Rússia seria feita, porém “tarde demais”. O que significa esse “tarde demais”? A Rússia ainda trará mais problemas pro mundo no futuro? O que o sr. pensa de Vladimir Putin e de seus últimos atos totalitários? O sr. acredita na possibilidade dele estar tentando recriar a União Soviética, ou algo parecido?

Angela

Muito prezada Ângela,
Salve Maria!
 
    Certamente, a Revolução Francesa foi um castigo de Deus para a França, para os seus reis, sua nobreza, e para o seu clero.
 
    Todas essas pessoas haviam abandonado umas mais outras menos, a Fé e a vida virtuosa de acordo com a lei de Deus.
 
    Nosso Senhor pedira ao  Rei da França que consagrasse o Reino ao seu Sagrado Coração. Os Reis não o atenderam e foram castigados.
 
    É bem possível que Deus restaure a monarquia francesa, mas muito provavelmente com outras pessoas bem mais santas que os príncipes decadentes e descendentes dos antigos reis. Somente se os descendentes dos antigos reis se converterem realmente eles serão recolocados no trono
 
    Como se fará isso?
 
    Certamente não com o espírito efeminadamente apodrecido da Corte de Versailles. Certamente não com o espírito impuro da monarquia absoluta inimiga da Fé e do Papado.
 
    Certamente não com um lendário e falso Grande Monarca de profecias espúrias e milenaristas, infectadas pelo Joaquinismo, com você bem compreendeu.
 
    A Rússia já trouxe problemas para o mundo e para a Igreja: o comunismo e, pior ainda, as doutrinas heréticas da Kenosis dos teólogos eslavófilos que os neo modernistas, como Urs von Balthasar e o Padre Piero Coda, adotaram.
 
    Vladimir Putin é um comunista que foi chefe da polícia secreta soviética. Ele nada mais pode, pois a Rússia perdeu o prestigio militar, que a imprensa havia artificialmente criado para ela.
 
    A Rússia, hoje, é um gigante tetraplégico que nada quase representa. Quando ela se converter, depois que um bom Papa atender ao pedido de Nossa Senhora de Fátima, consagrando a Rússia ao Imaculado Coração de Maria, então, com a graça de Deus, ela poderá fazer um grande bem ao mundo.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Era noite na Espanha - Orlando Fedeli

Cartas: Sobre Francisco Franco - Orlando Fedeli

Cartas: A Igreja e a colonização da América Latina - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais