Montfort Associação Cultural

6 de dezembro de 2005

Download PDF

Consagração de pão

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Talita Rossi Radaelli
  • Idade: 18
  • Localizaçao: Canoas – RS – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Religião: Católica

Quero primeiramente agradecer pelo belo trabalho que a Montfort tem realizado. Com vocês aprendi a não acreditar em tudo que me falam e que quando falamos de nossa religião devemos ter muito cuidado.

Este cuidado me dispertou uma curiosidade, participo de um grupo de jovens e um padre insiste que vai celebrar uma missa consagrando pão, e ele quer que no momento da Comunhão o pão seja partido pelos jovens passando de mão em mão, imitando, segundo ele, a última ceia.

Pelo pouco que conheço da nossa doutrina, este padre já erra no motivo, pois nós católicos não imitamos a Última Ceia, mas sim renovamos o sacrifício da cruz. Porém a pergunta que me fez escrever-lhes é: é correto consagrar pão?

Gostaria de pedir desculpas por estar enviando outra carta, mas esta questão está me incomodando profundamente, não quero participar de uma celebreção que cometa erros tremendos dentro da casa de Deus.

Rezo para que os padres tomem consiência da verdadeira doutrina e parem de profanar a Santa Igreja Católica.

Que Cristo abençoe, sempre, todos colaboradores da Montfort.

Um Abraço,
Talita Rossi Radaelli

Muito prezada Talita,
salve Maria!
 
    Muito obrigado por sua confiança em nós do site Montfort, assim como pelas palavras de elogio a nosso trabalho.
    Você tem toda a razão em não aprovar o que esse padre está fazendo. E tem razão também em notar que a Missa é a renovação do sacrifício do calvário.    
    Consagrar um pão comum é errado, porque permitirá que facilmente lascas do pão se percam. Ora, em cada partícula da Hóstia consagrada está Jesus Cristo inteiro com Corpo, Sangue, Alma e Divindade. O que esse padre se propõe fazer permitirá que muitas partículas sejam perdidas e profanadas. Portanto, ele está propiciando muitas profanações do Corpo de Cristo.
    Não participe, então, desse ato que causará sacrilégios.
    Aproveito o ensejo para lhe desejar um Santo Natal para você e para a sua família.
    Escreva-me sempre
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Males da Missa Nova - Orlando Fedeli

Cartas: O que são dogmas? - Orlando Fedeli

Cartas: João Batista e Jesus - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais