Montfort Associação Cultural

20 de setembro de 2005

Download PDF

Concílio Vaticano II à luz da Tradição

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Luciano Kezen Padrão
  • Localizaçao: Campos – RJ – Brasil

Campos, 17/09/2005.
Caríssimo Prof. Fedeli,
Salve Maria !

Gostaria de saber sua opinião acerca da posição de alguns católicos que defedem a idéia de interpretar o Concílio Vaticano II à luz da tradição como meio de sanar as ambiguidades.

Luciano kezen Padrão

Muito prezado Luciano,
salve Maria!
 
Hoje alguns pretendem interpretar o Concílio Vaticano II à luz da Tradição.
 
1 - Portanto, Vaticano II é ambíguo e obscuro
   
    Dizendo que o Vaticano II precisa ser interpretado, confessa-se que ele é ambíguo. E o que é ambíguo em matéria de Fé, pelo menos tem sabor de erro
    Dizendo que ele precisa ser interpretado à luz da Tradição, confessa-se que o Vaticano II é obscuro, e que ele não tem, em si mesmo, a luz da Tardição e da Verdade.
 
2 – “In Claris , non fit interpretatio”.
 
    Como diziam os romanos “No que é claro não precisa de interpretação”.
    Se o Vaticano II é aberto a interpretações, os modernistas podem dizer que só se chega à verdadeira interpretação dele por meio do chamado “espírito do concilio”, isto é, através da “treva” modernista…
 
3 - O Vaticano II não é infalível
   
    Se um texto deve ser interpretado ou lido à alguma luz, é sinal que ele é obscuro. E um texto obscuro, que necessita de luz para ser entendido, não pode ser infalível. O que a Igreja ensina infalivelmente é claro e jamais ambíguo. E o que não é infalível, necessariamente é falível. Logo, o Vaticano II é falível, pode ter erros, e tem erros.
 
4 - O Vaticano II é inútil
 
    Se se tem que ler e interpretar o obscuro Vaticano II à luz da Tradição, para ele ser entendido, então é melhor e mais fácil seguir diretamente o que diz claramente a Tradição. Para que aprender a verdade por meio de textos ambíguos e obscuros do Vaticano II, se se tem já a verdade nítida e clara na Tradição ? Logo, o Vaticano II é inútil
 
5 – O Vaticano II só trouxe tempestade e confusão.
 
    Se o Vaticano II obscureceu o que era claro na Tradição, o Vaticano II só obscureceu o que estava claro, e, por isso mesmo, só trouxe confusão doutrinária e prática. Foi por causa disso que Paulo VI falou de auto demolição da Igreja e na penetraçãpo da fumaça de satanás no templo de Deus.
 
Portanto, o Concílio Vaticano II é ambíguo, obscuro, susceptível de várias interpretações, falível, inútil e causador de confusão doutrinária e prática.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais