Montfort Associação Cultural

8 de abril de 2013

Download PDF

Comentário à publicação: O modernismo de Olavo de Carvalho

Autor: Fernando Schlithler

  • Consulente: Luiz
  • Localizaçao: Belo Horizonte – MG – Brasil

Prezados amigos da Montfort,

Salve Maria!

Eu desejo parabenizar o autor Fernando Schlithler por seu artigo “O modernismo de Olavo de Carvalho”, datado de 11/02/2013.

O autor nos ajuda a enxergar que a luz do Evangelho é luz sem quaisquer traços de obscuridade ou nebulosidade. Luz é Luz. Nosso Senhor Jesus Cristo é a Luz do mundo, o Salvador dos homens! Ele é o Cabeça da Única Via de salvação para a humanidade. A mensagem é simples, mas severa e exigente. Não existem vielas, atalhos, meios-termos.

Infelizmente eu fui influenciado pela balbúrdia e pela falácia da obra do senhor Olavo de Carvalho, e isso durante um período de cerca de dez anos. Crédulo e ingênuo eu pensava haurir o melhor da doutrina católica tradicional. E assim muitos católicos também estão se enganando. Eles carecem de luz. Da Luz!

Olavo de Carvalho é talentoso na retórica, adestrado no sofisma, mestre no ecumenismo gnóstico, cego a guiar cegos, afiadíssimo na má-educação, grosseria e baixaria.

A melhor atitude que tomei já há algum tempo foi me afastar definitivamente dos textos e dos vídeos do Olavo de Carvalho. Os últimos materiais e apostilas de sua autoria que eu ainda mantinha simplesmente rasguei e doei para a lata de material reciclável. Pelo menos, fiz um gesto de caridade à Prefeitura Municipal de Belo Horizonte.

Muito obrigado ao Fernando Schlithler por sua lucidez e coragem ao denunciar esse filósofo que tem enganado uma multidão de católicos. Parabéns!

Atenciosamente,
Luiz

Prezado Luiz,
Salve Maria!

Agradeço por suas palavras gentis.

De fato, são muitas as pessoas que buscam sinceramente uma orientação correta, verdadeira diante dos problemas atuais. E, infelizmente, os inimigos da Igreja, os inimigos da Verdade já estão articulados (como sempre estiveram durante toda a história) para instrumentalizar a perplexidade dessas pessoas e lhes fornecer uma falsa orientação disfarçada de verdadeira.

Oferecem uma falsa orientação bem morna: combatem com muita ênfase certos aspectos parciais do problema, enquanto licenciam ou fingem não ver a outra parte do problema.

Esses “mestres” conservadores, direitistas não fazem mais do que instrumentalizar as fraquezas, os vícios de seus alunos, dando-lhes uma orientação na qual podem combater certos erros ao mesmo tempo em que continuam defendendo outros – bem mais desagradáveis de serem combatidos.

Assim Olavo denuncia o comunismo, o Foro de São Paulo, a psicopatia esquerdista, o marxismo cultural, mas oferece como solução um modernismo de direita, em “profunda sintonia” com a maçonaria mística e cheio de relativismo e indiferentismo religioso. Oferece uma falsa solução, negando explicitamente diversos dogmas da Igreja como você mesmo pode conferir nas afirmações acachapantes desse astrólogo modernista reproduzidas no artigo. E, pior, Olavo se diz católico e diz (será mesmo que ele acredita nisso?) que ao fazer isso está defendendo a Igreja Católica.

Por isso é necessário conhecer bem como agem os inimigos de Deus e estar sempre vigilante – rezando, estudando e praticando a religião – para não cair nesse erro. Para não termos nossas fraquezas, nossos pecados – que são sempre tantos – elogiados e estimulados por uma versão morna e mentirosa da realidade, que engana e anestesia nossa própria consciência.

Conto com suas orações – bem como as de todos nossos leitores – para que tanto Olavo quanto Pe. Paulo Ricardo e todos seus alunos, leitores e espectadores – sobretudo aqueles que buscam sinceramente conhecer a verdade e amá-la mais do que si mesmos – abram os olhos e a encontrem onde ela realmente está: na Igreja Católica e em sua doutrina, única de Cristo, fora da qual não há salvação. Que eles não sejam mais enganados por lobos em pele de cordeiro.

In Corde Jesu et Mariae, semper.
Fernando Schlithler

Doce Coração de Maria, sede a nossa salvação.

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Ciência moderna: uma doutrina se esgueira no pensamento científico - André Roncolato

Artigos Montfort: O modernismo de Olavo de Carvalho - Fernando Schlithler

Cartas: Leitor reconhece, implicitamente, o modernismo de Olavo de Carvalho - Fernando Schlithler

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais