Montfort Associação Cultural

31 de janeiro de 2005

Download PDF

Coerência da Pena de Morte

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Diogo
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil

PAZ!
É com pesar que li o artigo “Mortes na Inquisição”, na seção História, e com um pesar ainda maior que descubro que a minha Igreja Católica a qual tanto já defendi contra tantos ataques (satanistas, ateus, judeus, evangélicos,…) é realmente a favor da pena de morte. Ah, meu Deus!! Diga-me que não é verdade… digam-me que a interpretação oficial da Igreja do Apoc. XIII, 10) não é a da defesa da pena de morte porque eu sei que não é esta a interpretação correta!! Antes fosse um erro de Orlando Fideli, mas este infelizmente não é um erro, é a verdade. E agora que farei? Continuarei na Igreja? Tudo que posso fazer é tentar fazê-lo enxergar a real interpretação do citado versículo, com certeza deve haver algum motivo para a interpretação errada que não sei se é a mesma da Igreja. INTERPRETAÇÃO: os santos são aqueles que devem se deixar levar pelos seus carrascos, os santos devem se deixar levar à própria morte. Numa de minhas Bíblias está assim (transcrição do versículo):”Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar á espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.”
Em outra Bíblia(Edição Ave Maria) há até mesmo uma observação em relação a este versículo( QUE VOCÊ NÃO COLOCOU POR INTEIRO O QUE CORTA SEU SENTIDO VERDADEIRO): “v.10 “Quem procura” (PARTE INTEGRAL DESTA BÍBLIA: “Quem procura prender será preso. Quem matar pela espada , pela espada deve ser morto”) ; pode-se traduzir também: quem é feito prisioneiro que se deixe levar.NÃO SE DEVE RECORRER À VIOLÊNCIA CONTRA AS PERSEGUIÇÕES, MAS AVIVAR ATÉ O HEROÍSMO A CONFIANÇA EM DEUS, segundo o conselho do divino Mestre(Mt 26,52). É UMA PROFUNDA SABEDORIA.” Ora, veja como fica sem sentido a tua interpretação que infelizmente ainda é a oficial(seria ela a oficial?): os santos então seriam aqueles que deveriam matar e prender seus adversários. E esta interpretação fica mais ridícula ainda quando dizes que Jesus, O MESTRE defendia a pena de morte!! QUE ABSURDO!!! Vejamos então Mt26,52: “EMBAINHA A TUA ESPADA PORQUE TODOS AQUELES QUE USAREM DA ESPADA, PELA ESPADA MORRERÃO.”! PRECISA SER MAIS CLARO? LEIA DE NOVO: “EMBAINHA A TUA ESPADA PORQUE TODOS AQUELES QUE USAREM DA ESPADA, PELA ESPADA MORRERÃO.”! ESTÁ TÃO CLARO: QUEM SERÁ MORTO É AQUELE QUE USAR DA VIOLÊNCIA, É AQUELE QUE IMPOR A MORTE AO SEU IRMÃO, E VOCÊ AINDA DEFENDE A PENA DE MORTE?! VÊ QUE ABSURDO TREMENDO!!! COMO PODE HAVER A ACEITAÇÃO DA PENA DE MORTE BASEADA NESTE VERSÍCULO, ALIÁS NÃO SÓ NESTE VERSÍUCULO, COMO PODE ALGUÉM DIZER QUE “JESUS DEFENDE A PENA DE MORTE” ISTO É INCONCEBÍVEL!

Vejamos o que o Papa tem a nos dizer sobre o assunto, e isto foi extraído do site oficial do Vaticano: “O valor da vida

19. Um diálogo autêntico entre as culturas não pode deixar de incentivar, para além do sentimento de respeito mútuo, uma viva sensibilidade pelo valor da vida. A vida humana não pode ser vista como um objecto de que se possa dispor arbitrariamente, mas como a realidade mais sagrada e inviolável que exista sobre a face da terra. Não pode haver paz, quando falta a salvaguarda deste bem fundamental. Não se pode invocar a paz e desprezar a vida. O nosso tempo conhece exemplos luminosos de generosidade e dedicação ao serviço da vida, mas também o triste cenário de centenas de milhões de homens expostos, por crueldade ou por indiferença, a um destino doloroso e brutal. Trata-se de uma trágica espiral de morte que compreende homicídios, suicídios, abortos, eutanásia, e ainda as práticas de mutilação, as torturas físicas e psicológicas, as formas de injusta coacção, a prisão arbitrária, o recurso desnecessário À PENA DE MORTE, as deportações, a escravatura, a prostituição, o comércio de mulheres e de crianças. A esta lista há que acrescentar as práticas irresponsáveis de engenharia genética, tais como a clonação e o uso de embriões humanos para a investigação, procurando justificá-las com um apelo ilegítimo à liberdade, ao avanço da cultura, ao fomento do progresso humano.”

“ANGELUS

Domingo, 12 de Dezembro de 1999

Depois do Angelus

Nesta noite, no Coliseu haverá uma manifestação que se insere na campanha mundial em favor da anulação da pena de morte. O Grande Jubileu é uma ocasião privilegiada para promover no mundo formas sempre mais amadurecidas de respeito da vida e da dignidade de toda a pessoa. Renovo, portanto, o meu apelo para a abolição da pena de morte, uma vez que “os casos de absoluta necessidade de supressão do réu já são muito raros, se não mesmo praticamente inexistentes” (Discurso a um grupo de Bispos dos Estados Unidos, LOsserv. Rom. ed. port., de 14/11/98, pág. 4, n. 4; cf. Catecismo da Igreja Católica, n. 2267).”
Não ficou claro? Então vamos repetir: “haverá uma manifestação que se insere na campanha mundial em favor da anulação da pena de morte.” “Renovo, portanto, o meu apelo para a abolição da pena de morte”
Palavras do Santo Papa João Paulo II! Ele diz na RECONCILIATIO ET PAENITENTIA a importância do perdão e que a Pena de Morte não é perdão, é o oposto, qualquer criança sabe disto.

Enfim, termino com DUAS PALAVRAS DE ÊXODO 20,13: “NÃO MATARÁS”. Que, afinal, são também ditas por Jesus quando Ele fala os mandamentos para um jovem rico.

Espero que vocês percebam minha verdadeira intenção em corrigi-los pois que aqui muitas pessoas podem entrar e não pode haver risco de aprenderem as Sagradas Escrituras de modo errado.

Que o verdadeíro Espírito Santo aja sobre ti e te encaminhe à plena Luz, não apenas sobre ti, mas sobre mim e sobre todos nós.Amém.

Obs.: trate melhor seus irmãos que são de outras religiões ou opiniões porque muitos não são fariseus. Somos todos filhos do mesmo Pai! Muitos entram no site para mostrar aquilo que pensam sobre a Igreja e por mais desagradável que sejam seus pontos de vista eles não necessariamente têm más intenções e têm o direito de assim pensarem. Muitos não entram aqui para um combate, entram para conhecer a Igreja e para testá-los e se são mal recebidos por vós, então vocês já perdem a razão. Isto não é um espaço para o leitor? Por que fazer disto um “campo de combate”? A vida é um campo de combate. Conversemos na paz e na humildade e não por “armas brancas”. Senão deveriam então mudar o nome do “espaço do leitor” para “campo de combates” (estou falando sério) pois que as pessoas que já não têm conhecimento suficiente vão certamente se sentir ofendidas com essas ironias.

Muito prezado Diogo,
Salve Maria!
 
    Sua carta é uma contradição só.
 
    Você admite que estou certo ao defender a pena de morte, e que a Igreja católica defende oficialmente a pena de morte, pois me escreve:
 
     “com um pesar ainda maior que descubro que a minha Igreja Católica a qual tanto já defendi contra tantos ataques (satanistas, ateus, judeus, evangélicos,…) é realmente a favor da pena de morte. Ah, meu Deus!! Diga-me que não é verdade… digam-me que a interpretação oficial da Igreja do Apoc. XIII, 10) não é a da defesa da pena de morte porque eu sei que não é esta a interpretação correta!! Antes fosse um erro de Orlando Fideli, mas este infelizmente não é um erro, é a verdade”.
 
    E me pergunta: “Que farei?
 
    Ué! Você só deve fazer uma coisa: jogar fora a sua opinião errada, e aceitar o que a Igreja ensina oficialmente, até mesmo no Novo Catecismo da Igreja Católica, editado por ordem do Papa João Paulo II, onde se lê:
 
    “Preservar o bem comum da sociedade exige que o agressor se prive das posibilidades de prejudicar a outrem. A este título, o ensinamento tradicional da Igreja reconheceu como fundamental o direito e o dever da legítima  autoridade pública de infligir penas proporcionadas  a gravidade dos delitos, sem excluir , em casos de extrema garvidade, a pena de morte”. (Catecismo da Igreja Católica, n* 2266).
 
     E sobre as interpretações absurdas que você dá aos textos bíblicos, para salvar a sua opinião, que você, como os protestantes, quer colocar acima do ensinamento da Igreja, peço-lhe que leia tudo o que há sobre isso, no site Montfort, pois já provei que todos os seus alegados são sofismas muito chinfrins.
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Pode-se matar em que circunstâncias? - Orlando Fedeli

Cartas: Criminalidade e pena de morte - Orlando Fedeli

Cartas: Aborto - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais