Montfort Associação Cultural

30 de março de 2011

Download PDF

Carta de apoio à Montfort, de Portugal

Autor: Ivone Fedeli

  • Consulente: Carlos Ferreira
  • Localizaçao: Funchal (Ilha da Madeira) – Portugal
  • Profissão: Vendedor
  • Religião: Católica

É com profunda alegria e emoção que leio o e-mail da Montfort noticiando sua visita a Portugal a qual me enche de felicidade!
Sempre admirei vossa luta e vosso trabalho em defesa da verdade, da Igreja que Cristo mandou edificar.
Saudo a todos os membros desta organização abençoada por pessoas repletas de caridade e amor ao Senhor, assim como o prof. Orlando que sempre me respondeu as minhas cartas de forma clara concisa, de um amor notavel a Santa Igreja.
Por outro lado sinto-me profundamente triste pois a luta diaria não me permitirá participar em seus eventos na vossa visita a terra lusitana.
Infelizmente estou um pouco longe, na Ilha da Madeira, também territorio Portugues, trabalhando, o que não me permitirá assistir a vossa visita e poder ter a oportunidade de interagir directamente convosco.
Mas fico feliz em saber que estarão por perto, Considero-me portugues, apesar de ter nascido bem pertinho de vós, na Venezuela mas ja vivo ca na Madeira a quase 20 anos.
Por isso sinto-me feliz pela vossa visita, como se estivessem visitando minha casa.
Que o Senhor vos abençoe!

Prezado Sr. Carlos,
Salve Maria.
 
     É uma grande alegria receber uma carta tão simpática quanto à sua e, ao mesmo tempo, tão sobrenatural, já que coloca a raiz da amizade que nos devota no amor à Santa Igreja de Cristo.
     Também para nós é uma grande alegria visitar Portugal, essa nação “dada ao mundo por Deus, que todo o mande, para do mundo a Deus dar parte grande” (Ls I, 6), nas belas e verdadeiras palavras de Camões. Esse país em que, nas misteriosas palavras de Nossa Senhora em Fátima, conservar-se-á sempre o dogma da Fé.
     Esperamos poder encontrar muitos dos amigos que, pela rede, nos apóiam em nossa luta pela Santa Igreja, procurando fazê-la cada vez mais conhecida e amada.
     Diz São Tomás de Aquino que “cada um tem obrigação de propalar a todos a sua fé, seja para instruir e animar os outros fiéis, seja para reprimir a audácia dos que não são.” (S. Tomás, Summa Theol. II-II,q.3,a.2,ad 2). Cada um, diz o Doutor Comum. Ou seja, todos os católicos: clérigos e leigos, homens e mulheres, pobres e ricos, cada um dentro de sua possibilidades e de sua esfera têm o dever de fazê-lo. Tanto mais nestes nossos tempos em que há, infelizmente, tanta ignorância das mais elementares verdades religiosas, por parte mesmo dos que se dizem católicos, e tanta audácia no mal, por parte daqueles que não o são.
     É isso que nós da Montfort procuramos fazer, nosso irrecusável dever de católicos: propalar a todos a nossa fé. Foi isso que meu marido, o Prof. Orlando Fedeli, procurou fazer durante sua vida inteira, com todos os meios, sempre aceitando, graças a Deus, todos os sofrimentos que isso pudesse acarretar-lhe.
     É isso que desejamos continuar fazendo, sempre, com todos os meios que tivermos à mão.
     Lamento muito que não possamos contar com sua presença. Peço-lhe, porém, que possamos contar com suas orações.
 
     Deus lhe pague pelas palavras animadoras.
 
Salve Maria.
Ivone Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Perda da fé assistindo a missa - Alberto Zucchi

Cartas: Primeira conversão - Orlando Fedeli

Cartas: Crise nos seminários

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais