Montfort Associação Cultural

17 de novembro de 2005

Download PDF

Cardeal Hoyos: ´a Fraternidade Sacerdotal S.PioX está na Igreja`

Declarações do Cardeal Catrillon Hoyos à televisão Canal 5 em 13 novembro de 2005 –

(tradução portuguesa do original italiano).

 

A Missa antiga em latim é sugestiva, mas é também causa de discussões. Hoje, para celebrá-la publicamente, é preciso a permissão do Bispo local, mas há meses circulam rumores que Bento XVI possa decidir sua liberação. O rumor insistente não encontra, porém, confirmação nas palavras do Cardeal Dario Castrillon Hoyos, Prefeito da Congregação para o Clero, grande tecedor do diálogo com os grupos tradicionalistas, começando pela Fraternidade São Pio X que reune os seguidores de Monsenhor Lefebvre.

 
Sonoramente disse Castrillon:
 
É sempre assim. O Bispo é o responsável. O Bispo julga o que é conveniente para a sua Diocese, isto é conveniente, ou que isso não convém, pelas razões pastorais que ele conhece, e pelas quais deverá dar contas à autoridade do Papa, mas especialmente a Jesus, a Deus”.
 
Portanto, juntamente com a reafirmação da autoridade dos Bispos, há também um apelo à sua consciência para evitar uma rigidez inútil, e contribuir para a longa caminhada de reaproximação dos lefrevianos, empreendida já sob o pontificado de João Paulo II, que, em 1988, tinha excomungado o Bispo francês por ter efetuado ilicitamente quatro sagrações episcopais. Um diálogo que parece ter recebido um novo impulso, no verão passado, com o encontro, em Castel Gandolfo, entre o Papa Bento XVI e o Superior da Fraternidade São Pio X, Monsenhor Fellay.
 
Claramente disse o Cardeal Castrillon:
 
“Não estamos diante de uma heresia. Não se pode dizer em termos corretos, exatos, precisos, que haja um cisma. Há uma atitude cismática no consagrar Bispos sem o mandato pontifício. Eles estão na Igreja, – como foi dito no encontro com Dom Fellay — falta apenas  ma plena, uma mais perfeita comunhão, uma mais plena comunhão, porque a comunhão existe
 
(traduçao e destaques no texto nossos)

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais