Montfort Associação Cultural

31 de agosto de 2005

Download PDF

Cântico da Santíssima Trindade

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Silas Camilo M. Cardozo
  • Localizaçao: Caçapava – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Religião: Católica

Mais uma vês é com grande satisfação e consideração que vos escrevo estimados amigos do Montfort.
Professor, o meu Pároco (dos mais conservadores, graças à Deus), está esnsinando nas missas, que o ccantico da Santissima Trindade; “Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espirito Santo, estamos aqui(…) para louvar e agradecer, bem dizer e Te adorar(…)”, é uma heresia, pois,o correto da Trindade é; “Em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo” , e que portanto deve-se cantar este cantico da seguinte maneira; “E nome do Pai e em nome do Filho e em nome do Espirito Santo, estamos aqui(…).
Ele ensinou também que mesmo rezado, deve-se dizer “Em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo” e não “Em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo”.
Ele disse que isso foi criado pela mentalidade carismática e hoje em dia todos infelizmente cantam e rezam errado por culpa deles, que parecem não saber Português corretamente.
De fato, faz diferença este “e” entre uma pessoa e outra da Santissima Trindade. Se não o dissermo, passa a ter o sentido de três deuses ao invés de um Deus e três pessoas como é o correto.
Mais uma vez sou grato a todos do Montfort, em especial o professor O. Fedeli.
Que São Luis de Montfort e N. Sra. Imaculada Conceição (padroeira de minha Paróquia) continuem rogando por todos nós à Deus.

Muito prezado Silas,
Salve Maria!
 
    Não me ficou claro o que diz o Padre.
    A primeira fórmula que você atribui a ele é a certa: “Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.
    A palavra “Nome” indica a substância de Deus. Ora, a substância de Deus é uma só. O Filho e o Espírito Santo têm a mesma substância do Pai. São consubstanciais ao Pai.
    Por isso, não se repete a palavra “nome” no Glória.
    O padre está certo também sobre a maneira de dizer as palavras do sinal da Cruz: “Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”. Concordo também inteiramente com o seu bom vigário a respeito da crítica que ele faz ao carismatismo.
    Reze por seu vigário, que Deus o conserve, e por nós, que Deus nos tenha misericórdia.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais