Montfort Associação Cultural

27 de dezembro de 2009

Download PDF

Campanha excomunha Boff?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Oscar Nascimento Oliveira Júnior
  • Localizaçao: Salvador – BA – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Prezados da Montfort

Vi um trabalho de um protestante, “bastante entusiasmado” defendendo que Leonardo Boff é protestante.
Concordo com isto só queeu considero isto um mal.
Na Homilia da missa da Imaculada Conceição meu pároco falou que na Igreja há muitos protewsrante que ficam cantando Zaqueu ( naverdade trata-se da música Faz um Milagre em Mim), ficam no sentimentalismo, inclusive padres.
Hoje, pensei se é melhor pedirmos ao PAPA para excomungar formalmemte todos os adeptos da Teologia da Libertação ou isto só vai ajudar a rede Bobo a falar mal da Igreja?
Poderiamos lançar a campanha excomunga Boff?
Até mais!

 

Muito prezado Oscar, salve Maria.
 
 A excomunhão é uma pena que visa duas coisas:
 
1 – Punir o culpado de heresias a fim de que ele se arrependa e se salve.
 
2 - Prevenir os bons para que não sejam enganados pelas mentiras dos hereges.
 
Claro que seria ótimo que o Papa excomungasse nominalmente os seguidores da Teologia da Escravidão castrista. Entretanto, cabe ao Sumo Pontífice decidir a hora oportuna para isso. Graças a Deus o Papa ainda há pouco, discursando a Bispos do Brasil em vista ad limina, condenou mais uma vez a Teologa da Libertação. Vamos ver se os Bispos que estavam ouvindo tiveram ouvidos para ouvir.
 
Deus lhe dê um santo Natal.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Injustiça feita ao Bispo de Ciudad del Este - Alberto Zucchi

Cartas: A salvação é coletiva - Orlando Fedeli

Cartas: Por que a Igreja é tão rica, se Jesus era pobre? - Emerson Chenta

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais