Montfort Associação Cultural

22 de outubro de 2004

Download PDF

Bach , Mozart , Jeremiah Clarke….

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Leonardo Barroso Bastos
  • Idade: 27
  • Localizaçao: Manaus – AM – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Religião: Católica

Prezado Orlando,Salve Maria!

Gostaria de por meio deste e-mail tecer alguns comentários á respeito da carta que o senhor respondeu ao leitor Bernardo de Houston sobre a obra de Bach.
Primeiramente gostaria de agradecer mais uma vez á este site pela informação de que algumas músicas de Bach contém símbolos da cabala. Eu era um ouvinte e um grande admirador da música de Bach.Mas certamente terei mais cuidado ao ouvir suas obras a partir de agora.É certo que não devemos desprezar seu grande talento apesar de alguns defeitos.
Á partir de 1723 Bach vai para Leipzig com o cargo de cantor na Igreja de São Tomás e ele ali ficou até a sua morte em 1750.Apesar de luterano, ele estando na Igreja Católica escreveu suas melhores cantatas e obras primas de música vocal: “Oratório de Páscoa” ,” Magnificat” , “Paixão Segundo São Mateus”, ” Paixão Segundo São João” , “Missa em Si Menor” entre outras.Dessa obras primas eu já escutei o ” Magnificat” que é muito boa.O senhor já escutou alguma vez ?
Agora uma dúvida : será que estas obras primas que ele compôs na Igreja vêm com símbolos da cabala ?

***

Fazendo um pesquisa pela internet descobri que um dos compositores que o senhor cita no barroco cometeu suicídio.
Esse compositor é o Jeremiah Clarke ,que se suicidou com pouco mais de 30 anos.
Será que em algumas de suas músicas contém melancolia?

***

E finalmente , acho que devemos ter cuidado ao escutar a obra “Flauta Mágica” de Mozart, pois foi uma homenagem que ele fez á Maçonaria. E com certeza deve ter alguma coisa estranha na música…

Esperando sua resposta me despeço…

Fique com Jesus e Maria.

Muito prezado Leonardo,
salve Maria !
 
    Obrigado por sua carta tão correta e com espírito de colaboração.
    Um aluno meu, que é músico, me deu a informação da influência cabalista em Bach. Mostrou-me ele algumas notas bem curiosas que comprovam a utilização de símbolos cabalistas em obras de Bach. Não creio que esses sinais, por si mesmos , causem qualquer influência maior.
    Bach foi discípulo do gnóstico e  cabalista Jacob Boheme, e essa influência deu, por vezes,  às composições de Bach uma melancolia precursora da melancolia romântica.
    Não sou músico, mas na Paixão segundo São Mateus, parece-me que é bem fácil notar essa melancolia extrema e desequilibrada,
     Noutras obras ela se mostra bem menos, como por exemplo no Magnificat e no Ofertório da Páscoa.
    Não sabia que Jeremias Clarke havia se matado. Conheço poucas composições dele, e nelas não percebi nada que demonstrasse uma tendência à depressão e ao suicídio.
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Filosofia e Escultura na Idade Média - Orlando Fedeli

Vídeos: Televisão: Um “Fast Food” envenenado para a alma – Parte I - Marcelo Andrade

Cartas: Uso do rock para atrair os jovens - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais