Montfort Associação Cultural

13 de maio de 2010

Download PDF

Avante! Um pouco mais do Legado com poesia

Mas voltemos à realidade.

(Para se entender o que estou falando agora, é preciso ler o post imediatamente abaixo deste).

(E aí, leu?).

(Então, vamos em frente).

Como aprendi numa aula de espanhol na faculdade:

Del dicho al hecho va mucho trecho!

Do dizer ao fazer há uma enorme distância.

Grande verdade, não é mesmo?

Quantos sonham e quão poucos realizam?

E por que é assim?

São dois os principais motivos.

 

O primeiro: as pessoas não sabem converter metas de longo prazo em metas de curto prazo. O sonho/desejo mais comum, por exemplo, de um estudante do terceiro ano do ensino médio é ingressar numa universidade pública. Porém, ignora o fato de que é preciso estudar um pouco todos os dias sistematicamente, fazendo provas específicas sobre cada matéria. Caso contrário, no vestibular, quando cair tudo, tudo mesmo, ele vai se dar mal.

O segundo: a obra concreta, no nosso exemplo do vestibular, o estudar todos os dias, sempre causa dor, sempre exige sacrifício. É muito fácil largar o livro numa tarde ensolarada e dizer: amanhã eu pego firme. E assim por diante. Ante a dor, o sacrifício, muitos desistem. No pain, no gain.

O planejamento do Legado, por outro lado, já está todo pronto. Objetivos de longo, médio e curto prazo estão harmoniosamente concatenados. Faltam apenas as obras concretas, aquelas que exigem dor, e que são, no caso de vocês, neste primeiro momento do projeto, principalmente as doações.

Sem um pequeno sacrifício da parte de vocês, a Montfort não conseguirá legar sua luta, que é sua maior herança.

A Montfort tem, hoje, centenas de milhares de leitores.

A Montfort tem, hoje, dezenas de milhares de simpatizantes.

A Montfort tem, hoje, alguns milhares de amigos.

Mas a Montfort precisa, hoje, de algumas centenas de soldados, de amigos que lutem junto com ela.

Para atingir mais leitores.

Para granjear mais simpatizantes.

Para conquistar mais amigos.

Para formar mais soldados.

E servir a Deus, como escrava de Nossa Senhora, sendo instrumento de contribuição ínfima para o triunfo da Santa Religião Católica no mundo.

Avante!

TAGS

Publicações relacionadas

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais