Montfort Associação Cultural

27 de dezembro de 2007

Download PDF

Auto-comunhão

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Heriberto Hugo F. Blanco
  • Localizaçao: Uberlândia – MG – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Aanalista
  • Religião: Católica

Que a Paz de Cristo e o Amor de Maria estejam comvosco, prezado Orlando Fedeli.

Meu nome e Heriberto e resido em Uberlândia, tenho uma grande dúvida em relação ao assunto da sagrada Comunhão.

Pode ser realizado pela Assembleia durante a Santa Misa a Auto-Comunhão?
E para aqueles que servem o altar, ex: ministros, coroinhas, acolitos, etc?

Sou Ministro Extraordinário da Eucaristia e não me sinto bem quando sou obrigado a fazer a auto-comunhão, pois no Documento REDEMPTIONIS SACRAMENTUM da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos da Sante Sé, diz: 

“[94.] Não está permitido que os fiéis tomem a hóstia consagrada nem o cálice sagrado «por si mesmos, nem muito menos que se passem entre si de mão em mão».[181] Nesta matéria, Além disso, deve-se suprimir o abuso de que os esposos, na Missa nupcial, administrem-se de modo recíproco a sagrada Comunhão.”

Já solicitei que o Pároco me dé a Comunhão durante a celebração mas ele se nega a dar dissendo que Jesus quer a nossa intimidade com Ele e que Ele não quer que tenhamos medo Dele. Esta não é uma atitude isolada em minha Diocese, praticamente todos os Párocos fazem o mesmo, em alguns lugares até se nega a Comunhão de joelhos.

Favor me responda.
Se possível indicar outros Documento da Santa Sé que citem este assunto.

Heriberto
Uberlândia-MG

Muito prezado Heriberto,
Salve Maria.

     Você faz muito bem de seguir o decreto do Papa. Quem está em revolta contra o Papa é esse padre. Jamais tome a comunhão por si mesmo.
     Aliás, já essa história de “ministros da Eucaristia” foi criticada nesse mesmo documento do papa. Ministro da Eucaristia é só o sacerdote. Um leigo jamais pode ser ministro da Eucaristia.
     Em ocasiões muito especiais, por exemplo, quando vai começar uma batalha, e um padre somente não pode dar a comunhão a todos os soldados, ele pode designar algumas pessoas para distribuir a comunhão. Mas numa igreja não.
     Santa Maria Madalena, que acreditava na Ressurreição, não pode tocar no corpoo de Cristo. Jesus não deixou. São Tomé, que duvidava da Ressureição, recebeu ordem de Cristo de tocar NEle. Por que? Por que São Tomé, embora duvidasse, era Apóstolo, Bispo, portanto sacerdote. Santa Maria Madalena, por não ser sacerdote foi proibida pelo próprio Cristo de tocar em seu Corpo.
     Tenha pois coragem. Procure um padre que queira celebrar a Santa Missa Tridentina, de São Pio V, na qual não há esses abusos.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Quais as responsabilidades de um coroinha na Santa Missa? - Ronaldo Mota

Notícias e Atualidades: Irá Bento XVI celebrar a Missa Tridentina em Novembro?

Cartas: Palmas na missa - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais