Montfort Associação Cultural

26 de janeiro de 2005

Download PDF

Aparições em Medjugorje

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Jesuan
  • Idade: 40
  • Localizaçao: Curitiba – PR – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Católica

Caro Orlando Fedeli

Que a Paz de Jesus Cristo e Nossa Senhora esteja com vocês do Site Monfort!

Conheci as aparições de Nossa Senhora em Medjugorje no ano de 1991, sendo que após, passei a ser um divulgador de tais mensagens.

Em julho de 2003, deparei-me com a publicação “Franciscanos em Medjugorje” no site Monfort com informações de que as aparições eram falsas e já condenadas pela Santa Igreja.

Tomei a iniciativa de enviar a cópia da publicação ao movimento Servos da Rainha, visando dirimir as dúvidas que passaram a existir quanto as aparições, no entanto recebi uma resposta (conforme descrito abaixo) que não contribui para sanar as mesmas.

Estimado Jesuan, Louvados sejam Jesus e Maria!

Esta é saudação com que os católicos de Mediugórie se cumprimentam.

Acabei de chegar de Mediugórie neste sábado à noite (19.07.2003).

Permaneci lá 7 dias, com um sacerdote de mais 35 peregrinos. Mantivemos entrevista com os videntes: Vicka, Ivan e Maria Pavlovic, assim como com Frei Mario, franciscano OFM de Mediugórie.

Desde 1989, com exceção do ano 1992, tenho ido a Mediugórie todos os anos, às vezes até 5 vezes por ano, e lá permanececemos no mínimo uma semana.

A paróquia de Mediugórie é dirigida pelos franciscanos menores (OFM), assim como muitas outras paróquias da região, por os franciscanos ajudaram a manter a fé daquela gente, mesmo durante os anos de perseguição, muitas vezes com o martírio de muitos deles. Por ex. em 1945, 30 franciscanos foram queimados vivos por não quererem abandonar a fé e o hábito franciscano.

O trabalho deles é muito e intenso. Nestes 22 anos de aparições diárias, sem interrupção, eles mantém um programa de oração vespertino de 3 horas diárias de oração (rosário completo, Santa Missa, Adoração e bênção). Para mantê-lo assim por tanto tempo, somente é possível com ajuda de Nossa Senhora.

Como Nossa Senhora disse numa mensagem que, aonde Ela vai com Jesus o demônio também chega para tentar atrapalhar os planos de Deus..

Isso acontece na vida de cada um de nós que se decide a trabalhar pelo Reino de Deus. E não é diferente com relação a Mediugórie. Cada vez que a imprensa faz campanha contra Mediugórie, cada vez que Mediugórie é posta à prova, mais cresce a divulgação.

Por isso, caro Jesuan, fique tranquilo. Mediugórie continua viva e ali chegam diariamente milhares de peregrinos do Mundo inteiro. Os franciscanos continuam trabalhando ativamente, em sintonia com o Bispo local e com o Vaticano. Há um mês o Misto da Diocese de Mostar, à qual pertence Mediugórie, esteve para ministrar o Sacramento do Crisma a muitas crianças.

Nossa Senhora não quer que percamos tempo tentando rebater críticas. O mais importante é usar o tempo para rezar. E deixar o resto com Ela.

Que a Rainha da Paz o abençoe.

Diácono Reinaldo

Para tentar desfazer as minhas dúvidas, comecei a ler algumas publicações das mensagens de Medjugorje, no entanto apareceram mais dúvidas, desta forma estou enviando alguns itens para sua análise quanto aos aspectos doutrinários dos mesmos, objetivando caracterizar se os mesmos estão em desacordo com a doutrina da Santa Igreja.

Saliento que as mensagens e comentários descritos nos itens a seguir, foram publicados no livro “Medjugorje: Nossa Senhora convida à conversão” – Edições Loyola de 05/86, produzido pelo Padre Jordão Maria Pessatti, IMC.

1) Mensagem para Ivanka Ivankovic em 07/05/85:

“Como faz diariamente, a Mãe me saudou deste modo; “Louvado seja Jesus Cristo”; ao que respondi: “Para sempre seja louvado”. Ficou comigo durante uma hora. Jamais a vi tão bela! Era toda ternura. Trajava um vestido brilhante como o ouro e a prata. Acompanhavam-na dois anjos, que traziam vestes parecidas com a dela. Não encontro palavras para descrever tamanha beleza; para entender estes momentos, é preciso vivê-los.

Perguntou-me se eu ainda desejava alguma coisa naquele instante. Respondi-lhe: “Desejaria ver a minha mãe terrena”. (A mãe de Ivanka havia falecido em abril de 1981, dois meses antes que se iniciassem estas aparições). Nossa Senhora sorriu e … minha mãe terrena me apareceu. Eu a vi. Estava sorridente. Nossa Senhora mandou que me erguesse. Aí minha mãe me abraçou e beijou, dizendo: “Minha filha, muito me ufano de ti!” Beijou-me de novo e desapareceu.”

2) Comentários dos videntes sobre o sinal visível que Nossa Senhora prometeu:

Além de numerosas mensagens, Nossa Senhora revelou aos videntes dez segredos. Apesar das pressões sofridas, os jovens resistiram com firmeza. Os segredos serão revelados, mas quando Nossa Senhora autorizar. Um deles diz respeito ao “sinal visível” que a Virgem Maria prometeu deixar no local das primeiras aparições, como prova de sua presença.

Interrogada por padre Janko Bubalo a respeito do sinal, Vicka respondeu: “O sinal aparecerá na terra. Será permanente. Surgirá de uma só vez e não aos poucos. Qualquer pessoa que vier a Medjuroje poderá vê-lo”.

O padre lhe perguntou depois se alguém poderia destruir tal sinal. Vicka respondeu: “Ninguém poderá destruí-lo. Nossa Senhora deixará o sinal para mostrar ao povo que ela está presente entre nós”.

Outros videntes disseram ainda: “O sinal será deixado sobretudo para favorecer a conversão dos ateus”. Nós, que cremos, não necessitamos de sinais; basta-nos a fé, disse Nossa Senhora.

Uma afirmação do vidente Ivan: “Depois que o sinal aparecer, os incrédulos experimentarão um grande sofrimento interior, um terrível remorso de consciência”.

Ao término da entrevista, Vicka disse ao padre Janko Bubalo: “Quem não acredita sem ver o sinal, não acreditará nem mesmo depois. Ai de quem vai esperar o sinal aparecer para se converter! Muitos virão, e pode ser até que numerosas pessoas se curvem perante o sinal; mas, apesar de tudo, não acreditarão. Padre, considere-se feliz por não estar entre elas.”

3) Comentários e mensagens sobre o ecumenismo de Medjugorje:

A dimensão ecumênica dentro do contexto de Medjugorje é confortadora realidade. Padre René Laurentein escreve: “David Dupleiss, pentecostal de grande projeção e profunda espiritualidade, que abriu o seu movimento ao ecumenismo, ficou positivamente impressionado ao visitar Medjugorje e declarou: “Não obstante meus numerosos contatos com a Igreja Católica, nunca encontrei um espírito de oração como em Medjurgoje. A vossa tradição católica sobre Maria me causou medo por longo tempo, porque entre nós não goza de posição destacada. Foi junto a vós que constatei que Maria conduz a Cristo. Falarei deste assunto com o Papa, quando me encontrar com ele” “.

Um daroês (religioso muculmano) de Blade, nas proximidades de Mostar, Iugoslávia, que participa das experiências místicas do sufismo (misticismo arábico-persa), reagiu muito positivamente ao assistir às aparições de Medjugorje no pequeno local onde se realizam. Disse: “Senti tamanha energia dentro de mim, que tive vontade de gritar; pensei que eu também entraria em êxtase… Decidi passar a noite inteira em oração…”
Em agosto de 1985, entre os peregrinos que rezavam o rosário e participavam da Santa Missa, em Medjugorje, havia dois pastores anglicanos, vindos de Nova Iorque, pela segunda vez. Permaneceram de joelho durante todo o tempo.

No dia 8 de setembro de 1985, havia um bispo copta.

“Um testemunho de força ecumênica de fé foi oferecido por numerosos crentes ortodoxos vindos da Sérvia oriental a Medjugorje. Tomados pela alegria, com lágrimas nos olhos, abraçaram os irmãos católicos na presença de Nossa Senhora.

Semelhante fato jamais ocorrera em parte alguma, nem pode acontecer pela simples força da imposição ou persuasão da instituições. Somente “a unidade do Espírito” (cf. Ef 4,3) conduz à unidade da fé (cf. Ef 4, 13). Fé mais profunda, maior amor, ecumenismo mais enérgico, unidade mais perfeita!

Como prova disto, uma ortodoxa ficou milagrosamente curada.”
Nossa Senhora encoraja a abertura e o ecumenismo. Diz ela: “É preciso respeitar cada pessoa na sua fé. Nunca se deve desprezar alguém por causa de suas convicções. Os crentes se separaram uns dos outros; mas Deus dirige todas as confissões, como um rei os seus súditos, por meio de seus ministros. Somente Jesus Cristo é o Mediador da salvação.”
Em outra ocasião afirmou: “Não se pode ser cristão sem respeitar os outros, sejam eles muçulmanos ou ortodoxos… Em Deus não há divisões nem tantas religiões. Fostes vós a criar as divisões no mundo. O único Mediador é Jesus.”

4) Comentários e mensagens sobre o clima interior para a oração:

“A vossa oração deve ser marcada pela paz: no começo, no seu desenrolar, no fim. Haja escuta interior” – disse Nossa Senhora.

Certo dia, padre Tomislav pediu a Nossa Senhora, através da vidente Jelena: “Querida Mãe, como pôde Jesus rezar a noite inteira sem se cansar?” Ela respondeu: “Jesus teve um grande desejo de Deus e de salvação das almas”.

E disse mais, em outra circunstância: “O essencial na oração é ter um grande desejo de Deus, um grande desejo da salvação das almas. Deixai-vos conduzir por estes desejos: então rezareis e encontrareis tempo para rezar” (22 de abril de 1984).

“Podeis receber uma graça num instante, num mês, em dez anos: depende de vós. Não tenho necessidade de cem, de duzentos pais-nossos; é preferível rezar somente um, mas rezá-lo com o ardente desejo de encontrar Deus.”
“O importante é rezar para obter o Espírito Santo. Quem tem o Espírito Santo tem tudo. Enganam-se os que se dirigem unicamente ao santos para alcançar alguma coisa” (21 de outubro de 1983).

5) Mensagem sobre a Santíssima Eucaristia e a Missa:

“Jamais podereis compreender a profundidade do amor divino que Deus vos deixou na Eucaristia. Os cristãos que vêm à igreja sem preparação, sem comunhão, sem fazer a ação de graças após a missa, seria melhor que não viessem, pois acabam por endurecer o coração”.

“Queridos filhos! Desejo que cada Missa se torne para vós uma experiência de Deus. Desejo dizer aos jovens: abri-vos ao Espírito Santo” (16 de maio de 1985).

6) Comentários sobre o diabo:

Certa pessoa perguntou à vidente Jelena: – A seu ver , qual a coisa que o diabo mais teme?

- A Missa. A Santa Missa com a sagrada comunhão é o que o diabo menos suporta – respondeu.

Entenda-se: comunhão bem feita, isto é, recebida em estado de graça, recebida com fervor.

Outra pergunta dirigida a Jelena: – Você tem medo do diabo?

- Não, não tenho. O diabo é ladino, é verdade… Mas, se estivermos com Deus, não nos poderá prejudicar. Quando estamos com Deus, ele é que tem medo de nós! – completou a vidente.

7) Mensagem sobre o pecado do mundo:

“Todas as pessoas adultas têm capacidade de saber que Deus existe. Eis em que consiste o pecado do mundo: os homens não se interessam por Deus. Nas cidades e povoados há muitas igrejas e mesquitas, mas as pessoas não entram para se perguntar: como devo viver? O pecado do mundo é exatamente este: não se interessar por Deus”.

Que Deus abençoe a todos do site Monfort.

Jesuan

Muito prezado Jesuan, salve Maria!

Você mesmo notou que a resposta dos franciscanos de Medjugorje não sanou suas dúvidas. Eles simplesmente se esquivaram de responder a qualquer acusação.

Por outro lado, você me mandou textos dos livros de propaganda de Medjugorje que confirmam os graves erros que lá se difundem, e, por vezes atribuídos à própria Nossa Senhora.

Dos textos que você me enviou destaco alguns:

1– “É preciso respeitar cada pessoa na sua fé. Nunca se deve desprezar alguém por causa de suas convicções. Os crentes se separaram uns dos outros; mas Deus dirige todas as confissões, como um rei os seus súditos, por meio de seus ministros. Somente Jesus Cristo é o Mediador da salvação.” O trecho sublinhado é herético. Nunca Nossa Senhora diria tal heresia. Logo, a aparição de Medjugorje é falsa.

2- “Não se pode ser cristão sem respeitar os outros, sejam eles muçulmanos ou ortodoxos… Em Deus não há divisões nem tantas religiões. Fostes vós a criar as divisões no mundo. O único Mediador é Jesus.”. De novo, a expressão de uma doutrina contrária à Fé, no texto que coloquei em negrito. Nossa Senhora jamais poderia ter dito tal erro. A aparição de Medjugorje, portanto, é falsa.

3- “Certo dia, padre Tomislav pediu a Nossa Senhora, através da vidente Jelena: “Querida Mãe, como pôde Jesus rezar a noite inteira sem se cansar?” Ela respondeu: “Jesus teve um grande desejo de Deus e de salvação das almas”. As palavras que coloquei em negrito são um absurdo. Jesus é Deus e não pode ter desejo de Deus.

Essa tola heresia indica que quem pronunciou tais palavras nunca pode ter sido Nossa Senhora.

Logo, as aparições de medjugorje são falsas.

4- “Os cristãos que vêm à igreja sem preparação, sem comunhão, sem fazer a ação de graças após a missa, seria melhor que não viessem, pois acabam por endurecer o coração”. À pretexto de combater a tibieza e a falta de piedade e de devoção o que se atribui a Nossa Senhora é um conselho de violar a lei de Deus e a da Igreja, recomendando faltar à Missa de preceito. O que é um absurdo.

Logo, as aparições de Medjugorje são falsas.

Haveria ainda outras observações a fazer. Porém, essas são suficientes para provar, pela gravidade dos erros enunciados a falsidade de tais aparições.

Agradeço-lhe a confiança que deposita em nosso site. Que Nossa Senhora o guarde na Fé é o que lhe desejo

in Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Ái dos ricos… em - Orlando Fedeli

Cartas: Carta a "Bof" se for o Boff - Orlando Fedeli

Cartas: Raiva e sofisma em defesa do Concilio Vaticano II - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais