Montfort Associação Cultural

6 de junho de 2005

Download PDF

Aparições de Nossa Senhora

  • Consulente: André
  • Idade: 20
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando,
Salve Maria!

Estou novamente escrevendo, agora para expor um questionamento. Estou fazendo a devoção dos 5 primeiros sábados de desagravo ao Imaculado Coração de Maria, conforme Nossa Senhora ensinou à irmã Lúcia.
Eu sempre acreditei nas aparições de Nossa Senhora em Fátima, mas ouvi de algumas pessoas católicas que a Igreja não confirmou as aparições e que não é regra de fé que os católicos acreditem em Fátima (tal qual o que ocorre em relação a Medjugorje). Eu sempre acreditei nas aparições (em Fátima) e inclusive estou fazendo essa devoção porque sabia que a Igreja considerava autênticas as aparições. Minhas perguntas são:
. A Igreja aceita como verdadeiras as aparições de Nossa Senhora em Fátima?
. A devoção a Nosa Senhora de Fátima (incluindo a devoção dos 5 primeiros sábados) é tida como verdadeira pela Igreja?
Algo que me fortaleceu a crença nos acontecimentos ocorridos em Fátima foi o milagre do Sol, mas comentando (com uma dessas mesmas pessoas que dizem não ser regra da Igreja acreditar nas aparições) sobre o assunto, essa pessoa disse que o milagre do Sol é muito controverso e que foram escritos diversos livros em Portugal refutando (supostamente) o milagre. Até aí eu não vi novidade nenhuma, pois esses ateus sempre ficam tentando refutar milagres, mas o que me deixou confuso foi o fato de a Igreja não confirmar os acontecimentos.
Qual era a situação da Igreja em Portugal no período das aparições? Era perseguida ou gozava de prestígio? Pelo pouco que sei era perseguida e isso encerra as suspeitas de fraude no milagre, já que um governo anti-católico faria mais é tentar impedir a propagação das notícias das aparições e jamais permitiria fraudes.
Aliás, aproveitando a carta, toco em outro assunto. Uma maneira que Deus nos mostra onde Ele atua e a veracidade de seus profetas e santos, são os milagres. São os milagres verdadeiros que nos fazem crer na Verdade, assim como Cristo mostrou que era o Messias fazendo milagres. Estou certo (sei que os milagres são indícios, mas não sei se são as únicas maneiras de reconher-mos o que é a Verdade)?
Quais são os milagres mais conhecidos e que fazem os cientistas “arrancarem os cabelos”? Conheço o caso do Santo Sudário, a imagem da Virgem de Guadalupe e o milagre Eucarístico de Lanciano. Também o milagre do Sol, em Fátima.

Me desculpe pela longa carta e pelos possíveis enganos sobre esse assunto tão complicado e que conheço tão pouco.
Peço a Deus e à Santíssima Virgem pelo senhor e por todos os membros da Montfort.

André

Prezado André, salve Maria
 
Agradeço-lhe pelas orações e pela confiança em nos consultar novamente. Peço-lhe desculpas por responder no lugar do Professor Orlando, que está viajando.
 
As aparições de Fátima são sim reconhecidas e aprovadas pela Igreja, assim como a devoção dos cinco primeiros sábados. O que talvez você deve ter ouvido é que a Igreja não exige fé divina em nenhuma revelação particular, ou aparições, que não aquelas contidas na Revelação, expressa pela Tradição e pelas Escrituras. Explico:
 
- Revelação Pública é a revelação sobrenatural que tem em vista o bem de todo o gênero humano, e que cessou com a morte do último apóstolo. A Revelação pública está contida na Bíblia e no depósito da Tradição Apostólica, e exige fé divina. A recusa ou negação de uma verdade revelada constitui heresia.
 
- Revelação Particular é a revelação sobrenatural destinada a um indivíduo ou a um grupo de pessoas em um determinado tempo e lugar, e não exige fé divina, mas somente humana. No entanto a Igreja aprova e recomenda a aceitação pelos fiéis das muitas aparições de Nosso Senhor, da Santíssima Virgem, e dos Santos durante a história, como as aparições de Nosso Senhor a Santa Margarida Maria (1647-1690), de Nossa Senhora em Lourdes em 1858 e em Fátima em 1917, por exemplo. Muitas dessas aparições foram seguidas de milagres espetaculares.
 
Os católicos devem admitir a possibilidade de revelações particulares, mas não são obrigados a aceitar o fato de uma determinada revelação particular.
 
Você pode encontrar melhores explicações sobre Nossa Senhora de Fátima no site Montfort em: http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cadernos&subsecao=religiao&artigo=fatima3&lang=bra.
 
E ainda, para que você não tenha dúvidas sobre a aprovação da Igreja sobre Fátima, no site do Vaticano em: http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20000626_message-fatima_po.html
 
Tenha certeza que a Igreja aprova e recomenda a devoção a Nossa Senhora de Fátima, mesmo porque esta aparição está plenamente de acordo com as aparições anteriores: La Salete, Lourdes, etc.. E o terceiro segredo está perfeitamente coerente com os sonhos de São João Bosco sobre a nau da Igreja.
 
Quanto ao fato de que há pessoas que digam que o milagre do sol não aconteceu, não dê importância. Estas pessoas devem fazer um esforço milagroso para negar o testemunho ocular de setenta mil pessoas que estavam no local, incluindo a imprensa, que noticiou e fotografou o fato. Se você quiser, disponho de uma cópia de um jornal português da época. De modo algum é possível fraudar um fato desses. E essas aparições ocorreram em plena campanha anti-clerical do Primeiro Ministro português Afonso Costa.
 
Deus opera milagres para que as pessoas creiam. Mas você vê que mesmo com um milagre espetacular como o de Fátima, há ainda os que o negam. Lembre-se da parábola do pobre Lázaro e do rico em Lc 16;20.  Para uma pessoa que foi batizada e recebe as graças provenientes do batismo, o pecado de não corresponder a essas graças é ainda maior do que negar o caráter sobrenatural do milagre de Fátima. E Deus não cessa de nos dá-las.
 
Não são os cientistas que arrancam os cabelos com os milagres, que só ocorrem na Igreja Católica. São os inimigos dela, que contam não só com os maus cientistas, mas principalmente com os jornalistas e políticos “maçons”, que antes se disfarçavam, mas agora tiram as máscaras, atacando de modo violento o Papa Bento XVI e a ordem natural mais básica como o direito a vida e o casamento entre homem e mulher.
 
Há muitos milagres que esses inimigos da Igreja odeiam, como por exemplo os milagres de Nossa Senhora de Lourdes, que conta com uma comissão médica permanente há mais de um século atestando os milagres, que totalizam até hoje aproximadamente 7000 curas inexplicáveis pela medicina. Recomendo que leia o excelente livro de Yves Chiron, “Os Milagres de Lourdes”, sobre os números impressionantes dos milagres de Nossa Senhora lá operados.
 
Ou o Santo Sudário como você mesmo citou, cuja história pode ser acessada aqui mesmo no site, em http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cadernos&subsecao=religiao&artigo=sudario&lang=bra.
 
Na medida em que a ciência e a tecnologia progridem, mais se comprovam a autenticidade do Sudário, do milagre Eucarístico de Lanciano, assim como de outros milagres.
 
Na história da Igreja há registros detalhados de muitos milagres espetaculares. Não venceria em citá-los nessa carta. Basta uma viagem a Europa para se ver uma infinidade de corpos de santos incorruptos. Mas o milagre que os inimigos da Igreja e de Deus mais odeiam, mais temem e que portanto mais se empenham por destruir é o Santo Sacrifício da Missa, onde ocorre o milagre da transubstanciação do pão e do vinho em corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é um milagre muito maior do que qualquer outro.
 
Esperando tê-lo atendido, peço-lhe que reze pelo Papa, por nós da Montfort e pelos inimigos da Igreja, que se convertam diante de tantos milagres.
 
Ad majorem Dei gloriam
 
Sidney Gozzani

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: São José, as Bem-Aventuranças e os Dons - Marcelo Andrade

Cartas: Nossa Senhora não era descendente de Davi? - Orlando Fedeli

Notícias e Atualidades: Os protestantes e Nossa Senhora: o Manifesto de Dresden

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais