Montfort Associação Cultural

26 de janeiro de 2005

Download PDF

Angeologia

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Luana
  • Idade: 20
  • Localizaçao: Brasília – DF – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Religião: Católica

PRIMEIRAMENTE QUERO PARABENIZA-LO PELO MODO COMO RESPONDEU AS ACUSAÇOES EM RELAÇAO A TFP, VOCE FOI MUITO SABIO E CORRETO AO SAIR DE LA. NUNCA É TARDE PARA VER A VERDADE; ALIAS NAO TENHO MUITA NOÇAO DE TEMPO POIS SO TENHO 20 ANOS IDADE…

TENHO MUITAS DUVIDAS EM RELAÇAO AOS ANJOS…

É VERDADE QUE CADA UM DE NOS TEM UM ANJO PARTICULAR?

É VERDADE QUE TODOS OS ANJOS TEM NOME E HORA CERTA PARA FALAR COM ELES?

É VERDADE QUE SE PODE VER ANJOS E BASTA APENAS QUERER?

COMO A IGREJA VÊ A ANGEOLOGIA EM GERAL?

POR QUE A IGREJA QUASE NAO FALA DELES?

GOSTARIA QUE LESSE : A MAGIA DOS ANJOS CABALISTICOS DE MONICA BUONFIGLIO.

EDITORA OFICINA CULTURAL ESOTERICA.

ELA GARANTE TER CONTATOS COM OS ANJOS O QUE ME DEIXOU INTRIGADA.NAO ACREDITEI EM NADA MAS NOA CONSIGO DESMENTIR O QUE É FALADO E PEÇO A SUA AJUDA,

OBRIGA DESCULPE O IMCOMODO.

UM FELIZ NATAL E FELIZ 2002! :)

Ir.LUANA

Muito prezada Irmã Luana, Salve Maria.

Quero agradecer-lhe, antes de tudo, não só suas palavras de elogio e incentivo, como também sua pergunta a respeito do livro do Padre Jonas Abib, que me deu a oportunidade de esclarecer os leitores do site sobre os erros veiculados no livro desse sacerdote.

Com relação à suas perguntas de hoje, devo dizer-lhe que a Angeologia é a parte da teologia que estuda os anjos. São Tomás tratou larga e profundamente deste tema, na Suma Teológica. Recomendo-lhe muito que procure ler a parte da Suma que trata dos anjos.

Conforme nos ensina o Catecismo, os anjos são puro espíritos, criados por Deus para servi-lo. O Catecismo nos ensina ainda que Deus nos deu, a cada um de nós, um anjo da guarda, incumbindo-o de nos proteger contra as tentações e perigos, e de nos iluminar a mente com boas inspirações.

A Igreja nos ensina que devemos ter devoção por nosso Anjo da Guarda, pedindo a sua proteção, sempre que estivermos em perigo espiritual ou material.

Nós podemos rezar ao anjo da guarda, mas não devemos pretender nem vê-lo, nem coversar diretamente com ele. Porque facilmente o demônio nos poderia enganar, aparecendo-nos sob a figura de anjo bom, para nos levar ao pecado. Ademais, desejar falar com o anjo da guarda, ou vê-lo diretamente, seria uma pretensão orgulhosa, de que se aproveitaria o demônio para nos iludir.

Achar que há horas especiais para falar com anjos é pura superstição e magia. E tanto a magia quanto a superstição são pecados.

Conhecemos apenas os nomes de três anjos, através da Sagrada Escritura: São Miguel, São Rafael e São Gabriel, que anunciou a Maria que ela seria a Mãe de Deus encarnado.

Há ainda, no livro apócrifo atribuído a Esdras — livro não canônico, portanto, não inspirado — mas de leitura piedosa, que existiria um anjo chamdo Uriel. Mas isto não é de fé. Deste fato se aproveitaram os esotéricos para inventar uma série infindável de nomes de anjos, puramente fictícios, e que, na verdade, designam demônios.

Se Deus nos fez conhecer apenas três nomes de anjos, é que Ele não quer que conheçamos mais do que esses três.. A Cabala — que é a Gnose dos judeus, e uma doutrina relamente diabólica — inventou , mais do que qualquer outra seita herética, nomes de anjos.

O livro que a Irmã me cita é uma obra de baixo nível, escrita para satisfazer a gula espiritual de madames que nada tem que fazer, a não ser satisfazer seu espírito indiscreto e supersticioso. Jogue esse livro no lixo. Ou melhor, queime-o, para que não haja possibilidade de alguém pegá-lo do lixo, e ser iludido pelas bobagens que nele existem. Até do ponto de vista cabalístico, ele deve ser uma obra de baixo nível. (Ouvi a autora dar uma entrevista, e ela revelou um despreparo lamentável). Não perca tempo com essas leituras tolas. E, sobretudo, não arrisque sua alma lendo livros esotéricos e cabalísticos, condenados pela Igreja.

Aproveito a oportunidade para pedir-lhe que reze pelo nosso tabalho, no site Montfort, e para desejar-lhe um Santo Natal.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Santa Missa de sempre - Orlando Fedeli

Cartas: Batismo - Orlando Fedeli

Cartas: Agradecimento

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais