Montfort Associação Cultural

24 de janeiro de 2005

Download PDF

Alma e Espírito

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Ricardo
  • Localizaçao: Recife – PE – Brasil

Prezado Sr. Orlando Fedeli,

o que são exatamente alma e espírito? qual a diferença entre alma e espírito? Os animais tem alma? O que acontece com eles após a morte? E nos homens, a alma se separa do corpo após a morte?

Prezado Ricardo, salve Maria.

O ser humano é composto de corpo material e de alma espiritual.

Você sabe muito bem que todo corpo ocupa lugar no espaço. Um móvel ocupa espaço, uma casa ocupa espaço, a comida que ingerimos, por ser material, ocupa lugar no estômago. Ora, para conter algo material, é preciso um ser que tenha também qualidade material. Assim, a sala pode conter o móvel, porque ela também é material. O terreno pode conter a casa, porque ele também é material. O estômago pode conter a comida, porque o estômago também é material.

O que contém coisas materiais tem que ser também material.

Você sabe também que o saber não ocupa lugar. Quando um aluno estuda muito para o exame de matemática, nem por estudar demais a raiz quadrada lhe sai pela orelha. Saber não ocupa lugar. Logo, o saber não é material.

Se o saber não é material, ele não é contido em algo material. Portanto, a inteligência é imaterial. E o que é imaterial chamamos de espiritual.

Nossa alma é espiritual. Ela tem três capacidades ou potências: a capacidade de aprender abstratamente, ou inteligência; a capacidade de querer, ou vontade; e a capacidade de sentir (alegria, tristeza, raiva, amor, tédio, angústia etc), a sensibilidade.

Inteligência, vontade e sensibilidade não são partes da alma, que, sendo espiritual, não pode ter partes. Só o que é material tem partes componentes. Portanto, sendo a alma simples, ela não pode ser decomposta. Por isso a alma é imortal.

Morte é a separação da alma e do corpo.

Quando morremos, nossa alma — que é a forma substancial de nosso ser — se separa de nosso corpo, por isto ele se decompõe.

Deus nos fez à sua imagem porque nos deu uma alma racional, com inteligência e vontade. Em Deus há Inteligência infinita e Vontade infinita. Em nós, a inteligência e a vontade são finitas. São essas duas potências de nossa alma que nos fazem ser imagem de Deus.

É a essas duas potências — inteligência e vontade — que nos tornam imagem de Deus, que chamamos de espírito. Embora toda nossa alma seja espiritual — porque nela não há matéria alguma — a sensibilidade está muito ligada ao corpo: quando ficamos tristes, choramos. É nossa alma que fica triste, mas são os olhos que produzem lágrimas. Quando ficamos alegres, é nossa sensibilidade que sente alegria, mas é nossa boca que ri.

Os animais não têm capacidade intelectiva. Eles não têm inteligência espiritual. Eles não são capazes de fazer abstração. Só aprendem por imagens materiais, por reflexos condicionados, por memória, que é sempre ligada à matéria.

Nos animais, a alma é coincidente com a vida. O animal não tem alma espiritual. Por isso, quando eles morrem, morre sua alma que é a vida deles.

Quando os homens morrem, a alma se separa do corpo — a morte é esa separação — e a alma se apresenta diante de Deus para ser julgada em juízo particular. Se morreu sem pecado grave, vai pra o céu. Se morreu só com pecados leves, vai para o purgatório ser purificada no fogo do purgatório, e depois vai para o céu. Se morreu em pecado grave, isto é, tendo desobedecido à lei de Deus em matéria grave, sem ter se arrependido, nem se confessado, ela via para o inferno, de onde não sairá jamais.

A Igreja Católica ensina que, no fim do mundo, todos os homens ressuscitarão, isto é, terão seus corpos reunidos de novo à suas almas.

Depois, todos os homens serão julgados publicamente, sendo os bons levados ao céu em corpo e alma. Só que nosso corpo então será glorioso, não podendo mais nem morrer, nem sofrer. Teremos, além disso, outras qualidades.

Os maus serão mandados com corpo e alma para o inferno, onde ficarão para sempre, eternamente.

Esperando ter solucionado sua dúvida, me despeço,

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Jejum e abstinência - Orlando Fedeli

Cartas: Adoração ao Santíssimo - André Palma

Cartas: Uso de contraceptivos - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais