Montfort Associação Cultural

16 de agosto de 2007

Download PDF

Afinal, Dom Rifan ´Defendeu vigorosamente o Concílio e o rito novo da Missa`

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Antônio
  • Localizaçao: – Brasil

Caros amigos da Montfort,
Salve Maria.

    Vejam que surpreendente a notícia abaixo . Dom Fernando Rifan, que levou Dom Mayer para as Sagrações de Ecône, que lutou a vida inteira pela Missa e pela Tradição, Dom Rifan que escrevera as 62 razões para não ir à Nova Missa, assume que todo esse passado foi um erro!

    Essa notícia foi publicada no Blog do Veritatis Splendor por Rafael Vitola, só que agora os editores do Blog a tiraram do ar…

    Se, como afirma o VS defender o Vaticano II é o certo, porque tiraram do VS as palavras de Dom Fernando Rifan que confirmam as teses do VS?
    Será que Dom Rifan se arrependeu dessa confissão pública? Ou será que o Rafael Vitola tinha publicado essas perólas sem consultá-lo?

    Rezemos pelo levantamento das excomunhões de Dom Levebvre e Dom Mayer, campeões da Fé, sem traições!

    Em Jesus e Maria,

     Antônio 


TEXTO PUBLICADO (E DEPOIS EXCLUÍDO) NO BLOG DO VERITATIS, NO LINK: http://blog.veritatis.com.br/2007/05/visita-de-dom-fernando-rifan-pelotas.html

Visita de Dom Fernando Rifan a Pelotas

     Semana passada, D. Fernando Rifan, Bispo da Administração Apostólica São João Maria Vianney, dos fiéis ligados à liturgia tradicional, jantou em minha casa com alguns membros do Regnum Christi. Assei uma parrillada à moda uruguaia e fiz um arroz de carreteiro, feijão mexido e salada pampeana.

     Antes assistimos Missa no rito romano tradicional.

     No Domingo, tivemos Missa cantada.
 
    Foi uma bênção!

        Dom Fernando mostrou-se muito ortodoxo e pregou contra as atitudes de alguns tradicionalistas que se mantêm longe e à margem do Magistério da Igreja. Defendeu vigorosamente o Concílio e o rito novo da Missa, ainda que tenha motivos teológicos e espirituais para preferir a forma clássica do rito romano.

 Sua Orientação Pastoral foi bastante divulgada por aqui, até porque, segundo suas próprias palavras, corrige muitos de seus erros do passado. Sim, Dom Fernando não tem medo de reconhecer que, querendo fazer o bem, equivocou-se. É um homem corajoso e um santo Bispo!

    Elogiou, sobretudo, o Opus Dei e alguns sacerdotes diocesanos que vem celebrado, com a permissão dos Bispos, no rito romano tradicional. Também agradeceu a receptividade dos Legionários de Cristo em Roma, pois se hospedou no nosso Cento de Estudos Superiores quando foi fazer o curso para novos Bispos, uns anos atrás. Aliás, são os Legionários que hospedam a maioria dos Bispos que vai para esse curso, sabiam?

    Quanto ao rito novo: “Criticamos os abusos, não mais o rito em si. Mudamos e reconhecemos nossos erros passados…
   

    Dias de muitas graças para todos”.

Muito prezado Antônio,
salve Maria!
     Essa imprudente publicação do “pensador católico”, seu Vitola, era um escândalo, e trabalhava contra o prestígio de Dom Rifan entre os tradicionalistas, especialmente na Europa e nos Estados Unidos. Isso lhe ia trazer graves prejuízos. 
     Se os católicos americanos fiéis à Missa de sempre soubessem o que diz aqui o campeão do tradicionalismo… Adeus donativos…
     O mais provável é que algum sacerdote campista da linha tradicionalmente adesista, tenha se assustado, e prevenido o Falsitatis Splendor para tirar aquela informação atrapalhante do ar.
     Você tem toda  a razão em notar que, para o Falsitatis, as declarações de Dom Rifan caíam como queijo ralado em cima de sua macarronada teológica: as palavras de Dom Rifan confirmavam as doutrinas “infalíveis” dos papinhas do Falsitatis Splendor.
     Afinal Dom Rifan ”Defendeu vigorosamente o Concílio e o rito novo da Missa
     Quem te viu e quem te vê…
     Por que então tirá-las tão rapidamente do ar?
    
In Corde Jesus, semper,
Orlando Fedeli



ERRAMOS


     Pedimos desculpas aos nossos leitores, assim como aos responsáveis pelo site Veritatis Splendor, por ter informado, erradamente, que algumas declarações de Dom Fernando Areas Rifan, feitas por ele num churrasco, em casa do senhor Vitola, e que haviam sido publicadas em blog, ou no site VS, haviam sido retiradas desse site.
     A informação que nos haviam dada era equivocada. 
     Daí, nosso erro.
     Portanto, não procede nosso comentário de que Dom Rifan, o Bispo de Cedamusa, talvez tivesse pedido a retirada de suas declarações do site citado.
     Graças a Deus, erramos: as declarações de Dom Rifan, informaram-nos, continuam lá.
     
São Paulo, 17 de Agosto de 2007. 
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Frei Tiago: pobreza e obediência. Já outros… - Alberto Zucchi

Documentos da Igreja: Concílio Vaticano I

Artigos Montfort: Em defesa da vida humana

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais