Montfort Associação Cultural

27 de janeiro de 2005

Download PDF

Adventismo

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Gizeli
  • Idade: 23
  • Localizaçao: Florianópolis – SC – Brasil
  • Religião: Protestante

Olá.

Eu trabalho com uma amiga católica e ela me indicou este site para dar uma olhadinha. Ela falou que tinham vários questionamentos interessantes sobre a Igreja Católica e inclusive algumas questões relacionadas aos Adventistas (Religião a qual pertenço). Fiquei curiosa e resolvi dar uma olhadinha.

O que eu encontrei me decepcionou bastante.

Eu pensei que iria encontrar uma troca de informações sobre determinados assuntos que divergem da igreja Católica para a Adventista (como Sábado, adoração, alimentos etc).

No entanto, o que eu vi foi uma discussão tão fria e sem respeito nenhum por nenhuma das duas religiões. Um querendo espetar o outro e talvez com isso tentar mostrar quem é o melhor. Fiquei tão chateada de ver uma pessoa tão instruída como o senhor Orlando e uma adventista (que sabe que uma das maiores virtudes de uma cristão é a mansidão e domínio próprio) trocando ofensas.

É claro que a igreja Adventista não compartilha da mesma crença que os Católicos, mas onde está o respeito entre os cristãos? Por que ficar se pisando?

Quanto à idéia de que os Adventistas estão marcando o dia da volta de Cristo, você sabe senhor Orlando que não é verdade. A igreja Adventista surgiu por volta de 1860 decorrente justamente deste grande desapontamento de 1844. Eu explico: Guilherme Miller, que pertencia a doutrina Batista, ou metodista não me lembro bem (e me corrija se estiver errada) desvendou a profecia das 2300 tardes e manhãs onde dizia que ao final deste período o santuário seria purificado. Fazendo os cálculos ele chegou na data de 22 de outubro de 1844 e anunciou a todos. Bem a história o senhor conhece, Jesus não voltou.

A partir dai, várias pessoas ficaram desiludidas com a fé que tinham e largaram as igrejas que pertenciam. Um pequeno grupo de pessoas (mais ou menos 6 pessoas) entre elas Thiago White e Ellen White, resolveram estudar mais profundamente a profecia pois acreditavam que Guilherme Miller pudesse ter cometido algum erro. Surgiu então a Igreja Adventista por volta de 1860, logo não podería ter sido os Adventistas quem marcaram a data. E mesmo se fosse, todos nós cometemos erros.

Agora outra questão:

Sabe senhor Orlando eu respeito muito os católicos (até porque tenho familiares católicos, entre eles meu pai, e fui católica por 18 anos) e sei o quanto a Virgem Maria é importante para vocês, mas a volta de Jesus também é importante para os Adventistas, e da mesma maneira que o senhor não quer que desrespeitem Maria, nós não queremos que fiquem gozando da nossa doce esperança. Quando o senhor ri por estarmos esperando Jesus para “breve” nos ofende muito. O senhor como conhecedor da bíblia sabe que Jesus prometeu voltar, quando ele estava indo para os céus os discípulos ficaram chorando mais os anjos os consolavam dizendo que o mesmo Jesus que eles estavam vendo subir, voltaria para buscá-los. E também no evangelho de João é dito no capítulo 14 1 a 4 que Jesus iria preparar um lugar para nós,e voltaria para nos buscar.

Eu concordo quando o senhor diz que a hora e o dia somente o pai que está nos céus é quem sabe, e é por isso que aguardamos a volta de Jesus, mas sem marcas datas, e esse “breve” não significa que será amanhã significa que deveremos estar preparados, ele serve como um alerta.

Sabe, eu não concordei nenhum pouco com a maneira que a minha irmã adventista conduziu o rumo da discussão, ela foi muitas vezes inconveniente, mas o senhor também não se portou como um detentor da verdade. Quando temos certeza do que cremos devemos ser compassivo, humildes e mansos. Faltou um pouco de respeito um pelo outro.

Mas eu admiro o seu trabalho, é importante manter os membros de nossa igreja bem informados sobre a doutrina que seguem, eu não tive isso no tempo em que era católica, ninguém me explicava nada, e acabei encontrando as respostas em outro lugar. Graças a Deus estou completamente realizada na minha igreja.

Quanto à virgem Maria, sem discussão. O senhor diz que não respeitamos ela, mas respeitamos sim, afinal de contas ela foi mãe de Jesus, do Jesus que tanto amo. A única diferença é que não lhe prestamos culto. Mas ela sempre estará em minha lembraça e a ela sustento grande respeito e admiração.

Espero não ter sido grosseira, não é esse o meu objetivo. Acredito que o mais importante é a fé em Jesus e o respeito entre os cristãos.

Um grande abraço e que Deus lhe proteja. Amém.

Prezada Gizeli, salve Maria.

Muito agradeço sua carta e o tom elevado educado que você empregou. Que Deus lhe pague e lhe dê as graças necessárias para voltar à Igreja Católica que você, infelizmente, deixou. De modo algum você me ofendeu, nem magoou pessoalmente. Pelo contrário deu-me alegria ler sua carta.

Lamento que, quando você procurou sanar suas dúvidas sobre a doutrina católica, não tenha encontrado um sacerdote zeloso que a ajudasse. Como gostaria de ter conversado consigo nessa ocasião!

Maria Santíssima não é “importante” para nós, apenas. Ela é necessária para que nos salvemos — de necessidade hipotética e não absoluta como é Cristo — mas necessária, por vontade de Deus, já que Ele quis vir ao Mundo por meio dela. A salvação de Cristo, único nome pelo qual somos salvos, nos veio ao mundo por meio de Maria. E todas as graças que recebemos nos vem por Maria, Medianeira de todas as graças.

Fico contente por sua afirmação de crença em Cristo. Mas permita-me dizer-lhe que essa crença exige crer em tudo o que Ele nos disse.

Por exemplo, Ele nos disse que não crêssemos quando alguém — Miller ou White — nos dissessem que Ele está aí. Porque Jesus nos disse que viria só para julgar os vivos e os mortos no juízo final, que ninguém sabe quando será. Ora o adventismo cria a expectativa que Cristo está para chegar. É o que se lê nos outdoors anunciando a chegada de Cristo na marginal do Tietê.

E Ele não vem. E essa decepção continua e repetida só serve para desmoralizar a Fé.

O adventismo é uma forma de milenarismo. E sobre o adventismo milenarista e messiânico gostaria o que você lesse o livro de Gershom Scholem sobre o messianismo cristão e o judaísmo “Messainic Ideas in Judaism”.

Disse-lhe que devemos crer em tudo o que Nosso Senhor nos disse. Inclusive que fundou a sua Igreja sobre Pedro, a quem Ele mandou que confirmasse a seus irmãos e pastoreasse as suas ovelhas. Não há nem um palavra de Cristo dando as chaves do Reino dos Céus a Hellen White. Ela é uma falsa profetisa auto-nomeada e promovida. Quem segue Hellen White não segue a Cristo. Não se pode servir nem seguir a dois senhores.

Compreendo perfeitamente sua decepção com nosso site Montfort. Sendo você adventista só podia ficar decepcionada, lendo a história da decepção adventista com o fracasso das interpretações dessa seita sobre o advento de Cristo em 1844.

Adventismo e decepção são sinônimos. Se você continuar adventista, continuará decepcionada. Ainda que não o diga, nem o confesse. No fundo de sua alma a decepção roerá a sua fé enganada.

Lamento as duas coisas: que você tenha deixado a Igreja verdadeira, e que fique decepcionada.

Este site não existe para “trocar informações” com membros de seitas, mas para defender a Fé, fortalecer e instruir os que buscam a verdade, e procurar converter hereges e ateus. O que, graças a Deus temos conseguido em muito bom número. Inclusive de adventistas.E escrevendo esta resposta a você, fico rogando a Deus, que, por meio da Virgem Maria, lhe conceda a graça de ver a verdade.

E se você estiver interessada em saber a verdade sobre o catolicismo e o adventismo, escreva-me, peço-lhe, que a atenderei com alegria.

O respeito pelas pessoas, e mais do que o respeito, a caridade, nos impõe o dever de salvar as almas, nos impõe a obrigação de argumentar para mostrar-lhes que a única Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo é a Igreja Católica Apostólica Romana.

É isto que visei escrevendo-lhe. Espero que não a tenha nem ofendido nem magoado, por que foi somente o amor à verdade e Nosso Senhor que me moveu a escrever-lhe. Como me move a escrever, há anos, tantas cartas e a dar, há 50 anos tantas aulas. “Amor mi mosse che mi fa parlare”.

Esperando continuar nossa correspondência e na esperança imensa de que você volte a ser minha irmã em Cristo na Igreja Católica, me despeço muito atenciosamente.

In Corde Jesu, semper, Orlando Fedeli

Replica

Ao senhor Orlando

Agradeço muito pela resposta que me foi enviada, eu sei que o senhor recebe milhares de e-mails com perguntas, mas em meio a tantos pode responder ao meu. Isso me alegrou muito. Quero dizer também que será um prazer muito grande pode continuar a conversar com o senhor. Eu acredito que Deus quer que tenhamos conhecimento de todas as coisas. Enquanto mantivermos um diálogo maduro e respeitoso poderemos nos corresponder. Será um prazer.

Sabe senhor Orlando, há muita coisa que gostaria de lhe esclarecer a respeito da resposta que me enviou. Acho que no meu e-mail anterior não fui muito clara e alguma coisa o senhor acabou entendendo errado, ou eu entendi sua resposta de uma maneira errada, mas vamos lá.

Primeiro ponto: Na mensagem anterior eu coloquei que estava decepcionada com a maneira como a discussão entre o senhor e a minha irmã Adventista estava sendo colocada, e não quanto a minha igreja em si. Nesses 5 anos em que sou Adventista não tive nenhuma decepção com a igreja, ao contrário, só me trouxe felicidade. Por isso eu descordo, se o senhor me permite, de suas palavras quando diz “Adventismo e decepção são sinônimos”, até porque o senhor não tem base bíblica para isso.

Eu acho que ao colocar essas palavras o senhor estava se referindo ao desapontamento de 1844, é isso? Acho que sim. Bem, não posso negar que ele ocorreu e que foi realmente um grande desapontamento, afinal o povo que pertencia ao movimento Adventista (que incluía outras denominações como os Batistas) esperava a volta de Jesus, e ele não veio. Eu conheço muito bem a história pois acabei de ler o livro, que aliás aproveito para recomenda-lo ao senhor, “História do Adventismo” de C. Mervyn Maxwell. Neste livro é citado inclusive o nome de Samuel Snow que marcou a data para 22 de outubro de 1844 baseado na profecia das 2300 tardes e manhãs de Daniel (infelizmente não posso me aprofundar muito nesta profecia agora, pois tenho medo que o e-mail fique muito pesado e dê problema, mas podemos voltar a falar sobre isso depois, se for de seu agrado), tendo início a contagem do tempo com a decreto para restaurar Jerusalém.

Bem, toda essa trajetória levou o povo ao grande desapontamento. E o que aconteceu depois? Entre estes estudiosos daquela época estava Hirã Edson que no dia 23 de outubro, exatamente um dia depois do desapontamento, quando passava por um milharal se lhe abriu o entendimento. Voltou para casa e começou estudar as passagens de Daniel 7, Lucas 12 e Apocalipse 10 e 11, então ele descobriu que a santuário que seria purificado em 22 de outubro de 1844 não era a terra e sim o santuário celestial (estou citando trecho do livro mencionado). A data estava correta, o acontecimento é que estava errado.

Bem, vamos a outro ponto: Ellen White.

Acredito que o senhor esteja um pouco equivocado quanto ao nosso conceito sobre Ellen White. Para os adventistas do Sétimo Dia, a senhora White foi um escritora e profetiza, que dedicou sua vida para levar o evangelho a todos os povos. Os livros que ela escreveu, segundo suas próprias palavras são uma “luz menor que indica a luz maior que é a bíblia”. Em nenhum momento ela acrescenta ou tira nenhum ensinamento da bíblia, tudo o que ela escreveu se encontra em perfeita harmonia com a Bíblia, por isso não a dispensamos nem a substituímos pelos livros de Ellen White, logo se não substituímos não podemos estar deixando de seguir a Jesus para seguir essa escritora e profetiza, como o senhor menciona em seus e-mail quando coloca “não podemos seguir a dois senhores”. Ellem White foi uma mulher de fé que entregou sua vida ao ministério de Cristo. Nós não cultuamos sua imagem, não oramos pedindo para que ela interceda por nós perante Jesus, e nem oramos em seu nome. Logo em momento nenhum deixamos de seguir a Cristo por causa dela. Senhor Orlando o senhor sabe que na bíblia esta escrito em Joel 2:28 “Depois que derramarei meu Espírito sobre toda a carne, vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão e vossos jovens terão visões”. Quando Jesus foi para o céu enviou o Espírito Santo para consolar o mundo.

Se Ellen White fosse uma falsa profetiza porque seus escritos não contradizem a bíblia? Que motivo ela teria para escrever as verdades contidas na Bíblia de modo que todos pudessem estudá-la e conhece-la? Fica contraditório isso. Se uma coisa é falsa, é porque é falsificação do verdadeiro, Ellen White não falsificou os escritos da bíblia antes afirmou todos eles como verdade absoluta. O senhor já teve a oportunidade de ler pelo menos um livro escrito por ela?

Outra coisa, Ellen White era muito jovem quando começou a escrever e ela não tinha estudo pois precisou parar de estudar ainda menina por motivo de saúde. Como uma mulher com pouquíssimo estudo poderia escrever tanto? Como poderia ela escrever os mais altos conceitos de Saúde, educação e fé, se não possuía estudo? Há 150 anos atrás ela já dizia que o melhor regime alimentar para a saúde é o regime vegetariano, muitos acreditavam que ela estava maluca pois eles comiam carne em grande quantidade. Hoje todos sabem que o regime alimentar vegetariano é o mais indicado para se ter boa saúde.

Apesar de tudo isso, de todas essas evidências Ellen White não é cultuada porque era uma mulher, um ser humano como eu e você. Não cultuamos sua imagem porque toda a adoração só deve ser dada a Deus, como Ele coloca em seu mandamento (Êxodo 20) “Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da escravidão, não terás outros deuses diante de mim. Não fará para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás , nem lhes darás culto…….”, não rogamos a Ellen White que interceda por nós perante Jesus pois Ele mesmo disse “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao pai senão por Mim”.

Esse versículo é suficientemente forte para mostrar que somente Jesus pode nos encaminhar para o trono de Deus, e mais ninguém. Nenhum outro ser humano, tendo a vida mais consagrada possível npode interceder por nós perante Deus. Isso está diretamente relacionado também ao fato de não cultuarmos e nem pedirmos nada para Maria, mãe de Jesus. Sabemos que ela foi escolhida entre todas as mulheres da época, e que dedicou sua vida inteira a educar e criar muito bem o filho de Deus. Mas isso não é suficiente para colocá-la como nossa intercessora, seria preciso que Maria fosse um deus. O senhor mesmo me colocou que não podemos seguir a dois senhores, não estaria entrando em contradição?

Eu sei que esse assunto é muito sério para os católicos e que a fé devotada à Maria é tão importante que não tê-la é considerado heresia. Por isso não gostaria de me prolongar nessa questão, mas não posso deixar de lhe pedir uma passagem, apenas uma passagem bíblica onde mostra que Maria esta no céu, é uma santa e intercede por nós. Uma passagem já me faria estudar o assunto com muito mais fervor. Eu não estou lhe pedindo isso para afrontá-lo, estou pedindo porque verdadeiramente quero saber o que a Bíblia nos mostra a este respeito.

Outro ponto: Seita O senhor várias vezes diz, em seu e-mail para mim e na resposta à outra jovem, que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é uma seita. Eu não sei se o senhor reparou mais no e-mail que lhe passei anteriormente nem toquei nessa questão, e sabe porque? Porque eu sei que não faço parte de uma seita, e não me interessa o nome que dão para minha igreja. Podem chamá-la de seita de igreja do que for, para mim o que importa é a mensagem que ela me apresenta. Definitivamente o senhor não me ofende com esse título.

Mais um ponto: A volta de Jesus Só uma pergunta, os católicos não acreditam que Jesus vai voltar? Se sim, como será esse acontecimento.

Último ponto: Espírito Santo O senhor coloca “e escrevendo esta resposta a você fico rogando a Deus que, por meio da Virgem Maria, lhe conceda a graça de ver a verdade”. Jesus quando foi para o céus disse que mandaria seu Santo espírito e este nos convenceria de todo o pecado. Onde entra o Espírito Santo na igreja Católica?

Eu me despeço assim: E escrevendo esta resposta a você fico rogando a Deus que, por meio do Espírito Santo, lhe conceda a graça de ver a verdade”.

Senhor Orlando foi um prazer receber sua resposta e espero que possa responder a este e-mail também. Que Deus lhe abençoe e lhe dê forças para continuar seu ministério.

Respeitosamente, Gizeli Ribeiro

Prezada Gizeli, salve Maria!

Perdoe-me entrar diretamente no assunto, mas, você bem sabe que tenho centenas de cartas para responder. Mas é com prazer que lhe respondo.

Você me diz que não teve “nenhuma decepção com a igreja, ao contrário, só me trouxe felicidade”.

Minha cara, se você teve felicidade ou não, se teve decepção ou não, isso não entra em conta. Há tanta gente que se diz feliz em seitas malucas, e nem por isso essas seitas se tornam verdadeiras. Deve-se buscar a verdade e não sentir “felicidade”.

Deus só tem uma religião, só tem uma Igreja. E se a seita adventista mentiu uma vez, ela é falsa.

Você reconhece que os fundadores de sua seita erraram ao prever o advento em 1844, por meio de continhas mal inspiradas e mal calculadas.

E por que erraram?

Porque “nenhuma profecia da Escritura é de interpretação particular” (II Pedro, I, 20).

E o que disse o tal Hirà Edson é pura invencionice.É outra interpretação particular.

Quem disse a ele sobre o sabtuário celestial?

Ninguém .

Isso só foi inventado para enganar os fanáticos decepciomados.

Quem deu a Hirã Edson ou a Ellen White as chaves do reino dos Céus?

Ninguém.

Quem deu a ela o diploma de profetisa?

Ninguém.

Você me diz que “Os livros que ela escreveu, segundo suas próprias palavras são uma “luz menor que indica a luz maior que é a bíblia”.

Mas será que ela não leu em São Paulo:”As mulheres estejam caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar, mas devem estar sujeitas, como também o diz a lei” ( I Cor, XIV, 34)?

Está ai uma contradição dela com a Bíblia.

E os adevntistas ousam escrever sobre Ellen White: “Ellen White considerava seus escritos como um guia para a compreensão mais clara da Bíblia” (Nisto Cremos — Ensinos Bíblicos dos Adventistas do Sétimo Dia, Tradução de Hélio L. Grellman, CasaPublicadora Brasileira, Tatuí, São Paulo, p. 306, n* 3).

Já se vir maior presunção do que essa?

E você afirma que Ellen White ensinou que o melhor regime alimentar é o vegetariano. Ora, no Evangelho se lê que Cristo comeu o cordeiro pascal. Portanto, Jesus não seguia o regime vegetariano de Ellen White. E aí está outra contradição com a Bíblia.

E nos Atos dos Apóstolos se lê que Deus mandou Pedro comer de todos os animais, pois “não devia chamar de impuro o que Deus purificou” (Atos, X, 15).

Logo Ellen White contradisse a Bíblia.

Você me escreveu, querendo dar indiretas ao culto que a Igreja presta à Mãe do Senhor, a Virgem Maria.: “Nenhum outro ser humano, tendo a vida mais consagrada possível pode interceder por nós perante Deus”.

Ora, isso também vai contra a Sagrada Escritura.

No livro de Jó se lê — não em Ellen White — que Deus disse aos amigos de Jó: “Tomai sete touros e sete carneiros, ide ao meu servo Jó e oferecei um holocausto por vós; e o meu servo Jó orará por vós; admitirei propício a sua intercessão“( Jó, XLII, 8).

Portanto, é falso o que você escreveu que “Nenhum outro ser humano, tendo a vida mais consagrada possível pode interceder por nós perante Deus”.

Mas será que adianta provar que você errou? Você se sente feliz na mentira e no erro…

No Antigo Testamento se lê que Moisés intercede pelo povo a Deus, pedindo que Deus tenha pena do povo pelos méritos de Abraão, Isaac e Jacó (Ex XXXII, 11- 14). E há muitas outras passagens que mostram que Deus atende a alguém por intercessão de outro (Gen, XVIII, 26-32; Gen. XIX, 21; Gen. XX, 7; Gen. XXVI, 24; Gen, XLIV, 32; Num XI, 1-3, Ex, XVII, 11). E no Novo Testamento se lê que Cristo disse à sua Mãe Santíssima que ainda não havia chegado a sua hora, mas como Maria intercedeu pelos noivos de Caná, Cristo realizou o milagre. ( Cfr. Jo. II, 3- 9).

E se lê nos Atos dos Apóstolos que os Apóstolos faziam milagres, curando em nome de Cristo, isto é, eles intercediam pelo doente a Cristo Deus que fazia o milagre que os apóstolos, seres humanos, pediam. E isso é intercessão.

( Cfr.Atos III, quando Pedro cura um coxo de nascimento; sombrade Pedro cura, Atos, V, 15; Saulo foi curado pela intercessão de Ananias que rezou por ele Atos, IX,17).

E São Paulo pede que os cristãos comuns rezem por ele (Rom, XV, 31, II tes. 1 Heb. XIII, 18). E haveria tantos outros exemplos a dar.

Você me pede: “mas não posso deixar de lhe pedir uma passagem, apenas uma passagem bíblica onde mostra que Maria esta no céu, é uma santa e intercede por nós”.

Se Maria Santíssima não está no céu, onde estaria ela?

Certamente não na seita adventista.

E se você não crê na santidade dela, como você diz que acredita no Evangelho, onde o anjo de Deus diz: “Ave cheia de graça, o senhor é contigo” (Luc. I, 28).

Não, os adventistas são como os amigos do rico epulão que não acreditariam nem se viesse um santo do céu.

Vocês acreditam nas fábulas de Ellen White e na imaginação do Hirã do milharal.

Vocês não crêem em Deus e na sua palavra, pois vocês não crêem no Evangelho, onde se lê: “Donde a mim esta dita que a Mãe do Senhor venha a ter comigo” (Luc. I, 43).

Vocês não são das gerações profetizadas no Evangelho, onde está dito pela boca da Mãe de Deus: “Todas as gerações me chamarão de bem aventurada” (Luc. I, 48).

Pobrezinha de você, minha cara Gizeli, que pensa agradar a Jesus, duvidando ou negando que a Mãe de Jesus é bem-aventurada.

Pobrezinha de você que crê em mestras que ensinam fábulas…

Pena que eu não tenha mais tempo de lhe responder. Mas tomo a liberdade de lhe mandar, junto a esta, uma carta que escrevi para um herege que ousou atacar a Mãe de Deus (Como você que põe em dúvida a santidade dela, e que ela esteja no céu. E você foi católica…).

Que Deus tenha pena de você e que Nossa Senhora, a sempre Virgem Maria, interceda por sua pobre e teimosa alma.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Notícias e Atualidades: Igreja Universal é banida da Zâmbia por acusação de satanismo

Cartas: Salvação por Fé e por Obras

Cartas: Racismo e Ku Klux Klan - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais