Montfort Associação Cultural

25 de janeiro de 2011

Download PDF

Adão e Eva x evolução

Autor: Fábio Vanini

  • Consulente: Marcos Soares
  • Localizaçao: Curitiba – PR – Brasil
  • Religião: Católica

Olá amigos.

Sou cristão católico convícto, mas acredito que nós viemos pela evolução, pois a teoria da evolução em nada contraria a fé católica. Adão e Eva são só símbolos. A Biblia diz que Deus fez Adão do barro Eva de sua costela; ora Deus é espírito e é ridiculo pensar que Deus desceu pessoalmente na terra, pegou um punhado de barro e água e começou a modelar Adão. Deus segue à risca o curso normal da vida, prova disso, quando o demônio pediu pra Jesus transformar pedra em pão, Jesus se recusou. Ora, o diabo bem sabe que toda vida vem da terra e até que uma pedra se desfaça, vire terra, depois terra fecunda pode levar milhares ou milhões de anos e Deus não interrompe este ciclo.
Agora, o mais intrigante pra mim é em que momento da evolução Deus “soprou” o espírito da vida imortal. Sabemos que que além do homo sapiens existiram outros como homem de Neandertal, homo erectus etc.
Quando Deus diz: “então os filhos dos Deus, viram que as filhas dos homens eram belas e casaram-se com elas”… não lembro da citação correta e nem onde foi citado. O que quer dizer issso; filhos de Deus e filhos dos homens? E o que significa o fato de comer a maça e saírem do paraíso? A maça em si é só uma simbologia também. O que será que aconteceu na realidade?! Será que foi a desobediência em si? mas desobedecer fazendo o que exatamente? eis minhas questões.
Tenho uma teoria:
Quando o homem atingiu o grau de evolução necessária, Deus dotou-lhes ( homo sapiens ) da alma imortal, todos os outros antes somente tinham alma mortal. Acredito que o homo sapiens, agora FILHOS DE DEUS acabaram por contrair, digamos conjunção carnal com os filhos dos homens de alma mortal quebrando, misturando e digamos que “sujando” a linhagem dos homens de alma imortal. nisso trouxe a mortalidade novamente ao ser humano e para limpar toda esta “sujeira” e recuperar a dignidade, abrir novamente o paraíso veio Jesus, morreu por nós e nos readimitiu à dignidade de filhos de Deus, abrindo novamente o paraíso, porém, cabe agora nós decidirmos ir para lá agindo como verdadeiros filhos de Deus.
Acredito que sendo assim, prova-se de alguma forma o sumisso dos outros homens que não fossem homo sapiens ou filhos de Deus.

Claro que é uma teoria que precisaria ser estudada, fundamentada, mas a grosso modo é isso.

Gostaria que falassem o que acham.

Saudações
Marcos Soares

Prezado Marcos, 
salve Maria!

    Sua carta é bastante oportuna. Temos defendido que teoria da evolução, em todas as suas variações, contém erros de princípios, sofismas e um fundo doutrinário e religioso. E todo erro de princípios leva a consequências desastrosas, comprometendo a ordem natural. É o que se observa em sua “teoria”.
     Obviamente, sua “teoria” não é novidade pra ninguém nem é algo recente. Eu arriscaria dizer que muito do que você propõe são erros quase tão antigos quanto o homem.
     Resta saber se você pensou tudo isso sozinho ou se lhe sopraram tais relinchos científico-religiosos. Considerarei que você pensou em boa parte “sozinho”, supondo-lhe alguma ingenuidade. Pois alguém que se diz “católico convicto” e defende tantas ideias contra a doutrina católica, ou tem muita má intenção, ou repete ingenuamente papagaiadas que ouviu em algum sermão modernista.

    O fato é que um erro metafisico ou doutrinário pode gerar uma série de sofismas e conclusões tortas. O principio errado, no caso, é o da evolução do ser como lei universal, esse dogma moderno, a partir do qual você criou uma teologia própria. Para isso, adequou as sagradas escrituras a ela e, até mesmo, foi obrigado a anular a verdade histórica narrada no gênesis, para que prevalecesse a ideia de que tudo evolui. E, como se não bastasse, enquadra a narração literal do gênesis como ridícula.
     A doutrina católica foi substituída pela igreja evolucionista. E ridicularizada.
     Com isso, você simplesmente compartilha e repete os erros da cabala, do nazismo, de doutrinas orientais as mais irracionais, da eugenia e do modernismo, para citar os principais.

    É a cabala judaica que ensina que o homem tem duas almas, uma mortal e animal e uma imortal, embora eles divinizem esta última e você não tenham chegado até lá, faltando pouco. Mas eles dizem que somente alguns têm essas duas almas e que a maioria dos homens são dotados apenas de alma animal.
     É o nazismo que buscava, de uma forma aplicada à base da força, a purificação de uma linhagem humana superior, separando-a da linhagem impura.
     São as doutrinas orientais que sustentam que toda vida vem da terra, ou seja, que há um principio vital imanente na matéria bruta, que pela evolução se desabrocha.
     É a eugenia que, como o nazismo, busca a limpeza da humanidade, por meio da evolução, difundindo todas as práticas que hoje se vê, como controle de natalidade, aborto, terapias mil, uso de células-tronco embrionárias, fertilização in vitro, etc.
     É o modernismo triunfante que juntou todas essas doutrinas, travestiu-as de cristianismo e substituiu a doutrina ensinada por Cristo por meio dos apóstolos, papas e pela tradição católica. 

    Meu caro Marcos, essa sua doutrina, que nada tem de novidade, nada tem de católica nem de verdadeira. Para um “católico convicto”, nada há de católico no que você defende.

    Por exemplo: você defende a poligenia. Essa doutrina condenada traz erros graves à fé, pois a Redenção não se aplicaria a todos os homens, mas apenas àqueles (que você insinua terem alma imortal) que pecaram. E os filhos desse casamento entre homens e “semi-homens”, teriam que tipo de alma? Pela sua teoria, nem todos os homens herdaram o pecado original. E o pecado de Adão, dito original, ao contrario do que você defende, não foi uma ato conjugal ilícito cometido pela humanidade. Isso é repetido por diversas doutrinas esotéricas e místicas as mais diversas. E por aí, os erros contra a Fé se multiplicariam indefinidamente. E o que vai contra a Fé não é católico.

    Por tudo isso, o melhor é jogar fora redondamente sua “teoria”, e voltar ao catecismo. O que há de errado com o catecismo? Acaso a Igreja, indefectível, perfeita e infalível, erraria no ensinamento que salva suas almas? Onde há, no gênesis, alguma passagem que permita uma leitura de que a vida surgiu pela evolução? Você diz: “Ora, o diabo bem sabe que toda vida vem da terra e até que uma pedra se desfaça, vire terra, depois terra fecunda pode levar milhares ou milhões de anos e Deus não interrompe este ciclo.” Portanto, quem insinua a verdade, na tentação de Cristo, é o diabo e a Igreja escondeu a verdade e ensinou mentiras por dois milênios?

    E para concluir, “Deus não interrompe este ciclo”… “ciclo”? Além de evolução, ainda há ciclo vital?…espero que não arrisque enfiar uma reencarnação em tudo isso.

    Me dê uma prova concreta de evolução. Você somente saberá repetir o que viu nos livros ginasiais, que ensinam princípios e sofismas, que mentem descaradamente sobre fatos científicos, para que o estudante, num lampejo de inteligência, imagine que o homem decaído morre por ter se misturado com animais.

    Esperando que aproveite bem – humildemente – as lições do catecismo, despeço-me.

No Coração de Maria Santíssima,
Fabio Vanini

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais