Montfort Associação Cultural

11 de janeiro de 2012

Download PDF

Abusos na paróquia Sagrada Família – S. Caetano do Sull

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Roberto Nunes da Silva
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau incompleto
  • Profissão: Balconista
  • Religião: Católica

Salve Maria prof. Orlando

No domingo dia 9 de novembro estive na missa em São Caetano do Sul, só para ver se o padre J. que outro dia entregou aquelas ( bolinhas ) que parecia ser pão de queijo, se ele ia entregar de novo, mas teve outro padre que fez a mesma coisa. Ele entregou a Eucaristia para os adultos e depois fez sinal para as crianças fazerem uma fila, e entregou num grande recipiente. O padre J. é o mesmo que outro dia esqueceu de fazer a consagração. Esse padre também canta na homilia, que são músicas de rádios. Até quando vamos ver isso acontecer nas paróquias? Isso aconteceu na paróquia Sagrada Família em São Caetano Do Sul.

Quando nós escrevemos essas coisas no site, não é para continuar os erros e sim para alertar os padres e bispos que estamos vivendo no erro e devemos corrigir o que está errado. Só assim poderemos ter uma união que Deus quer na sua Igreja. No novo testamento diz muito isso, que devemos permanecer unidos e não cada um pensando de um modo. Por acaso Cristo estaria dividido?

No documento que serve para essa missa nova, João Paulo 2 escreve para parar com os abusos, diz claramente o que não deve acontecer. O documento é a Redemptionis Sacramentum. Diz assim no parágrafo:

96.] Reprova-se o costume que contrarie às prescrições dos livros litúrgicos, inclusive que sejam distribuídas, semelhantemente a maneira de uma comunhão, durante a Missa ou antes dela, quer sejam hóstias não consagradas, quer sejam outros comestíveis ou não comestíveis. Posto que estes costumes, de nenhum modo, concordam com a tradição do Rito romano e levam consigo o perigo de induzir a confusão aos fiéis, respectivamente à doutrina eucarística da Igreja. Onde em alguns lugares exista, por concessão, o costume particular de abençoar e distribuir pão, depois da Missa, tenha-se grande cuidado de que se dê uma adequada catequese sobre este ato. Não se introduzam outros costumes similares, nem sejam utilizadas para isto, nunca, hóstias não consagradas.

É uma pena ver tanta gente enganada pela heresia modernista, já condenada na Pascendi Dominici Gregis. A Santa Missa tem que ser rezada no rito tridentino, só assim acabarão com os abusos. Muitos falam que a igreja não deve voltar para a idade da pedra, pois preferem a modernidade. Nós que gostamos da tradição e queremos que ela volte em todos os lugares, vemos muitos olharem para nós com se fossemos loucos, dizem que os fiéis não vão entender nada. Mas é muito melhor pertencer a um grupo pequeno do que a heresia modernista já condenada na Pascendi Dominici Gregis.

E para completar para todos entenderem o que é a Santa missa no rito tridentino, o padre fica de frente e não de costas, como muitos pensam………..

……Já ia esquecendo que o padre J. coloca o microfone na boca para que as pessoas e até as crianças respondam suas perguntas durante a homilia……

Data 26.11.2008

 
Muito prezado Roberto,
Salve Maria.

     Os abusos que você conta existirem nessa Missa em São Caetano são inacreditáveis. Você mesmo já colocou o texto excelente do papa João paulo II condenando esses abusos que fazem as crianças julgarem que a comunhão é como um “pão de queijo”.

     E assim que se enganam os fiéis. João Paulo II era muito bem quisto pelos padres. Mas, isso não significa que eles obedeçam ao que ele mandou. Esses padres modernistas só crêem em si mesmos.

     E pior ainda: fazem os outros perderem a Fé. 

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais