Montfort Associação Cultural

21 de novembro de 2011

Download PDF

Absurdos que acontecem na Diocese de São José do Rio Preto

Autor: Alberto Zucchi

  • Consulente: G Católico
  • Localizaçao: São José do Rio Preto – SP – Brasil
  • Escolaridade: 1.o grau em andamento
  • Religião: Católica

Paz e Bem.
Primeiramente gostaria de parabeniza-los pelo belo trabalho que fazem, com dedicação e amor.
Bom o motivo que envio esta carta é para lhes mostrar os absurdos que tenho que enfrentar em minha diocese, e pedir ajuda para certos acontecimentos que devido a minha pouca idade muito não posso fazer.
Para começar gostaria com muito pesar de contar que minha diocese está atolada na teoria da libertação, nosso bispo é totalmente contra a comunhão de joelhos ou na boca, não é a favor da batina para os padres e celebra missa sem suas insígnias: cruz peitoral, mitra e báculo.
Eu com 16 anos tenho consciência do quão importante é a comunhão de joelhos, das insígnias e pelo amor de Deus de uma batina, sendo a última um atrativo aos jovens para o sacerdócio.
Com 16 anos vejo a heresia que é celebrar uma “”missa afro”", sou como já revelei de Rio Preto, na minha paróquia apesar de ter um ótimo padre, o mesmo tem umas atitudes lamentáveis, como por exemplo agora no final deste ano celebrará uma “”missa afro”".
Eu li o relato de um companheiro da mesma cidade que a minha relatando os abusos da RCC, desde já deixo claro que sou sim da RCC, mas vamos dizer, seguimos ( meu grupo de oração) os carismas dos apóstolos relatado nas suas cartas e não o fanatismo protestante enraizado na Santa Igreja Católica, e afirmo o que meu irmão disse sobre grupos de oração aqui da minha cidade totalmente bitolados, agora surgiu um com o nome “Morada de Maria”, grupo de jovens que dá dó, sai de lá indignado com as coisas absurdas acontecidas lá, estou agora junto com alguns amigos meus tentando mostrar a verdadeira RCC surgida nos EUA que fora inspirado pelo Espírito Santo, mas não está sendo fácil, estes jovens já se acostumarão com o showzinho.
No mesmo relato desse meu irmão ele diz que temos uma paróquia titulada como São Vicente de Paulo, e que a mesma não tinha uma conferencia vicentina, bom isso era verdade, graças a Deus surgiu uma, e de jovens, mas mesmo assim ainda o preconceito dos padres na minha cidade contra os vicentinos é grande, graças a Deus vivo em uma paróquia de ex-padre vicentino, então é bem mais fácil, mas mesmo assim o numero é bem pouco aqui.
Também gostaria de relatar o número absurdo de padres homossexuais descarados, meu Deus dá até vergonha.
Bom mas porque todo esse texto, gostaria de saber se:
1° Um Bispo pode impedir de tomarmos a santa Eucaristia de Joelhos?
2° Posso me posicionar contra a missa afro e tomar atitudes cabíveis?
3° O que fazer quanto vemos um bispo celebrar a Santa Missa sem suas insígnias?
4° Um Bispo pode impedir de um padre usar batina?
5° Um leigo pode entrar para o seminário sendo descaradamente homossexual? ( Não tenho nenhum preconceito, mas vemos os números preocupantes de padres pedófilos)
6° A missa que foge da liturgia como a Afro, Sertaneja, Crioula tem algum documento que libera tal heresia ou os sacerdotes as fazem sem autorização?

Prezado G, salve Maria,
 
     Inicialmente gostaria de lhe agradecer suas generosas palavras.
 
     Infezlimente, os absurdos que você comenta em sua carta não são exclusividade de sua diocese. Eles são os frutos dos erros do Concílio Vaticano II que se espalharam por toda a Igreja.
 
     Quanto as perguntas de suas cartas, respondo-as da seguinte forma:
 
1° Um Bispo pode impedir de tomarmos a santa Eucaristia de Joelhos?
 

     Ele tem o poder, mas não o direito

 


2° Posso me posicionar contra a missa afro e tomar atitudes cabíveis?
     Sem dúvida, você deve se declarar contra a missa afro. É sua obrigação como católico. As atitudes dependem dos seus direitos. Assim, por exemplo, você não pode agir com violência, por que você não tem este direito, mas certamente você deve, sempre que puder, falar muito mal desta pseudo missa.

3° O que fazer quanto vemos um bispo celebrar a Santa Missa sem suas insígnias?
     Concretamente não há o que fazer. O melhor é rezar para que ele mude a atitude, e quando houver possibilidade comunicar as autoridades no Vaticano.

4° Um Bispo pode impedir de um padre usar batina?
     Novamente ele tem a possibilidade, mas não o direito.

5° Um leigo pode entrar para o seminário sendo descaradamente homossexual? ( Não tenho nenhum preconceito, mas vemos os números preocupantes de padres pedófilos).
     O Vaticano tem dado instruções específicas para que os reitores dos seminários estejam atentos para que somente as pessoas adequadas sejam admitidas ao seminário, visto que, a vida de um padre exige uma conduta própria.
 

 


6° A missa que foge da liturgia como a Afro, Sertaneja, Crioula tem algum documento que libera tal heresia ou os sacerdotes as fazem sem autorização?

     Evidentemente os padres a fazem sem autorização. O Vaticano e o Papa tem insistido que a Missa deve ser rezada de acordo com as normas estabelecidas. A liturgia não pertence aos padres, nem aos Bispos, mas sim a Igreja.

 
 
     Por último recomendo a você que procure o Padre Henrique em são José do Rio Preto. Ele celebra a missa tradicional todos os domingos. O endereço é o seguinte:
 
Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Capela São Faustino e Jovita)
Rua Calixto Fauaz, 497 – Jardim Nazareth
Horários de Missa: Domingos às 9hs; Quarta-feiras às 19h30; Todas as primeiras sextas-feiras do mês às 19h30; Todos os primeiros sábados ás 19h30.
Contato: (17) 3224-1856
 
Alberto Luiz Zucchi

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: A glória da Missa de Sempre - Orlando Fedeli

Cartas: Crisma e Matrimônio - Orlando Fedeli

Cartas: Lei francesa de proibição de uso de símbolos religiosos - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais