Montfort Associação Cultural

21 de janeiro de 2005

Download PDF

Abertura ao diálogo e ecumenismo

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Jailson Dias
  • Localizaçao: Belo horizonte – MG – Brasil
  • Religião: Católica

Prof. Orlando, estava pesquisando na Internete sobre o Ecumenismo, e encontrei vosso site.
Olha, o senhor faz algumas afirmações que demostram um fechamento muito exarcebado para o diálogo. Olha, suas colocações são bem fundamentadas, porém, a Igreja Católica Apostólica Romana, não é a unica dona da verdade; e bem como, a unica mediadora entre o Céu e a Terra. Sou católico, respeito e amo esta Igreja que me ensinou a caminhar e enfrentar as dificuldades existenciais da vida. Francamente, num dos comentários (sessão – notícia do vosso site), afirma que a Igreja está “entrando” na onda do mundo capitalista, quando trata do assunto de markenting.
Respeito todas as opiniões, desde que elas sejam mediante o diálogo.
Graças a Deus, a teologia mostra aberta para o diálogo e com um futuro próximo, teremos novos presbitéros e agentes de pastorais para dialogar com o mundo e com as diferenças.
A UNIDADE DÁ-SE NA DIVERSIDADE. NÃO PODEMOS FAZER DO ESPÍRITO SANTO, UM DOM E UM CAPRICHO PESSOAL DE UNIFORMIDADE.
Fica aqui o meu respeito e a estima, apenas expressei o meu ponto de vista e aquilo que acredito. Abraços: Jailson Dias

Prezado Jailson,
salve Maria!

Você me acusa de um pecado, e afirma que você tem uma virtude que eu não possuo. Meu pecado seria o de ser “fechado”. Sua virtude seria a de ser “aberto”.

Mas permita-me perguntar-lhe que significa ser “aberto”? E que significa ser “fechado”?

Fechado a quê? Aberto a quê?

Ao diálogo, me afirmará você.

Meu caro, nunca se dialogou tanto como no século XX. E nunca houve tanta confusão e tão pouco entendimento quanto hoje.

Quem tem a verdade — como a Igreja Católica a tem — não dialoga: ensina.

Por acaso você não percebeu que a ordem que Cristo deu aos seus Apóstolos não foi: “Ide e dialogai”, mas foi sim: “Ide e ensinai”?

Meu caro, você como tantos outros católicos, de fato, perdeu a Fé na Igreja, pois afirma em sua carta que “a Igreja Católica Apostólica Romana, não é a unica dona da verdade; e bem como, a unica mediadora entre o Céu e a Terra.”

Meu caro, isso é heresia.

Como pode você rezar o Credo na Missa dizendo: Creio na Igreja Una, Católica e Apostólica”?

Só a Igreja Católica possui a verdade revelada . Só a Pedro e a seus sucessores — os Papas– Cristo confiou o depósito da Fé.

E como pode você esquecer o que ensinou São Paulo: “Há um só Deus, uma só Fé, e um só Batismo”? Ser aberto o que significa? Aceitar a útima novidade herética que está sendo ensinada por “teólogos” revoltados contra o Papa e contra a Igreja?

Como você pode conciliar este “ser aberto” com o conselho de Cristo para que vigiemos?

Como pode você conciliar este “ser aberto” com a parábola de Jesus que nos comparou com ovelhas que estão sendo procuradas por lobos vorazes? E procuradas para serem devoradas. É o lobo que se alegra quando as ovelhas pretendem ser abertas ao diálogo com eles.

Você é inocente demais… Será que você acredita que, hoje, os lobos só comem capim?

“Guardai-vos dos falsos profetas que virão a vós com vestes de ovelhas. Virão a vós lobos vestidos de ovelhas, mas por dentro serão lobos rapaces” (Mt. VII, 15).

Você é uma ovelha que pretende me aconselhar a ser “aberto” ao lobo, quando Cristo recomendou que nos guardássemos, que nos fechássemos bem no redil da Igreja.

Meu caro, a Igreja é a fortaleza de Deus que está sendo atacada pelos inimigos de Cristo, e você me pede que abra a muralha?

“Non, jamais. Non, merci.” “Au dernier rempart, Sainte Église, nous mourrons, toujours disant Non!”

Deus me livre de abrir brechas em sua muralha.

Diálogo… diálogo…

Diálogo, quando não se acredita possuir a verdade, quando se julga que ninguém possui a verdade, e mesmo que não existe a verdade, equivale a dialogar como loucos no pátio do hospício, onde todos falam e ninguém se entende. (É, aliás, o que acontece nas reuniões carismáticas, onde muitos pretendem ter o dom de línguas, e onde não se encontra o dom da Sabedoria).

O século XX e este Terceiro Milênio parecem, de fato, hospícios, tanta confusão existe hoje, porque o Senhor vendo a obra iníqua que os homens pretendem realizar, o Senhor determinou: “Vamos, pois, e desçamos, e confundamos de tal sorte a sua linguagem, que um não compreenda a voz do outro” (Gen. XI, 7).

Meu caro Jailson, os homens somente se entendem se tem a mesma linguagem, a mesma Fé. Por isto, espero que você me tenha entendido…e que possamos de fato conversar, por usarmos a mesma língua da Igreja Católica Apostólica Romana, que é a única verdadeira Igreja de Cristo, e que tem o monopólio da verdade revelada por Deus.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Um absurdo: quem é Felipe de Aquino para ser contra o que disse o Papa? - Orlando Fedeli

Cartas: Dança do ventre e outras aberrações na paróquia - Orlando Fedeli

Cartas: Argumentos falaciosos - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais