Montfort Associação Cultural

31 de julho de 2007

Download PDF

Abaixo os dogmas da Igreja; viva o Concílio Vaticano II e o ecumenismo!

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Salvio Albanese Filho
  • Localizaçao: Belo horizonte – MG – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação concluída
  • Profissão: Bancário
  • Religião: Católica

Que besteirol ficar discutindo filosoficamente se o CVII é infalível ou não. 
Tenho certeza que a maioria dos católicos não sabem o que é isto. O que importa mesmo é que tal Concílio abriu as portas para o ecumenismo e admitiu que a salvação está em todas as religiões e não só na Católica. 
O mundo tem 6,5 bilhões de pessoas e só 1,1 são católicos. Será que o restante está fadado ao inferno? Que absurdo a Igreja pregar uma situação destas. 
Introduziu também a missa nova, onde o padre reza olhando para nós e conosco. Será que somos ou não imagem e semelhança de Deus? Acredito que isto seja verdade e portanto é um absurdo rezar a missa olhando só “para Cristo”. Então quem defende a missa de sempre não acredita que somos imagem e semelhança de Deus. 
Participo de vários movimentos sociais, geralmente inspirados na Teologia da Libertação, e estou muito feliz. Em tais movimentos vemos a verdadeira Igreja: peregrina, com verdadeira opção preferencial pelos pobres, morrendo e vivendo junto com eles. Coisas que Jesus sempre fez, ao contrário dos conservadores católicos, que estão mais preocupados com os rituais litúrgicos, com a missa de sempre (em latim…….., coitado do povo da América Latina, onde muitos mal sabem ler, escrever e entender em suas próprias línguas) e outras perfumarias características de quem nem pensa em subir morros e favelas, cuidar de um mendigo, de presos, etc.

Pastoralizado e marxistizado Salvio,
Salve Maria.

    Você escreveu uma verdade nas primeiras linhas de sua missivinha: “tenho certeza que a maioria dos católicos não sabem o que é isto”. (E o “isto”  indica a infalibilidade ou pastoralidade do Vaticano II).
    Só que você não compreendeu que você mesmo está nessa maioria. Prova disso é que você considera “besteirol” discutir se o Vaticano II foi infalível ou apenas pastoral.
    Você é um desses católicos ”pastoralizados”
    Isto é, um católico iludido, marxistizado, que desconhece o be-a-bá da doutrina católica.
    E você tem pós graduação…em besteirol marxista. Desconhece você o belo verso de Caludel afirmando que Marx escreveu a “bíblia da imbecilidade e do ódio?”
    Como escreve você tanta besteira em tão poucas linhas?
    Será que você leu apenas a tradução tupiniquim da “Bíblia da Imbecilidade e do Ódio” feita por Genésio Boff?
    Por acaso, você desconhece que a verdade não depende do número?
    E ignora você que Deus não destina ninguém ao inferno?
    E sua posgraduadice ignora a diferença entre imagem e realidade?
    Somos feitos, sim, à imagem de Deus, mas, na hóstia consagrada, não está a imagem de Cristo, mas Jesus Cristo mesmo, com seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade.
    Aconselho-o a fazer um Curso de Catecismo da Doutrina Cristã, começando humildemente pelo estudo do Primeiro Catecismo para Crianças de sete anos de idade. E que você seja mais humilde.
    Não posso deixar de reconhecer que você disse outra verdade no final de sua mensagem: 

Coitado do povo da América Latina, onde muitos mal sabem ler, escrever e entender em suas próprias línguas”.

    Sim.


Coitado do povo da América Latina, onde muitos –pós graduados – mal sabem ler, escrever e entender em suas próprias línguas”. 

    E que insanamente julgam pensam que subindo morro de favela leva ao céu.

    Pobre alpinista da teologia que confunde sanduiche com amor, demagogia com caridade.
    Subindo morro desse jeito, você irá após– pós gradualmente–  até num salto, ou escorregão, para o abismo.
    Passe bem…
    Mas bem longe de mim. 

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

Replica

Caro professor Orlando,

A resposta que o sr. deu a minha carta, eu já esperava, visto que o sr. prefere padres de sacristia e católicos que não saem da igreja àqueles que vivem junto aos que mais necessitam. O sr. deve ser daqueles que tem nojo de pobre, assim como a maioria dos conservadores.
O sr. disse que sou um católico iludido por participar de pastorais sociais, CEB”s, subir morro, etc. Estou muito contente com esta “ilusão”, pois era justamente o que Cristo pregava.
Quanto a fazer um curso de Catecismo, declinarei da sugestão, pois há mais de 12 anos sou professor de catequese e nunca nenhum padre me chamou a atenção em relação aos ensinamentos que ministro. Graças a Deus acho que existem muito mais “padres moderninhos” (como o sr. diz) do que de “sacristia”, adorados pelo sr., que estão muito mais preocupados com os rituais litúrgicos do que com os mais necessitados, excluídos.
O sr. diz que Deus não destina ninguém ao inferno. Concordo. Mas o sr. compactua com o pensamento conservador de alguns membros da Igreja de que fora da Igreja não há salvação. Então pergunto novamente: o que será dos 5 bilhões de seres humanos não-católicos? Acho que precisa de “mais humildade” e menos prepotência quem assim pensa.
O sr. me disse: ” Subindo morro desse jeito, você irá após– pós gradualmente– até num salto, ou escorregão, para o abismo.” Vejo que o sr. chama de “abismo” seguir os passos de Cristo. Pois bem, se isso é abismo, quero ir para lá.
No folheto “O Domingo” de 29.07.07, Pe. Antonio Manzatto escreveu sobre o V Celam: ” A vida concreta das pessoas- incluindo aquilo que diz respeito à “organização do mundo”- é vista como caminho para Deus. A luta contra o mal passa,…..,pela solidariedade para com os sofredores,……,pela superação do pecado, que não é apenas individual, mas também estrutural. Por isso a conversão do coração não é suficiente para o estabelecimento do mundo novo, mas é necessária igualmente a conversão das estruturas sociais.” É nisto que acredito, goste o sr. ou não, goste o papa ou não, goste o bispo ou não…………., pois tenho certeza que Deus gosta e para mim basta!

Como retribuição, desejo que o sr. passe bem……bem longe de mim também……

Salvio

A Salvio, pretenso papa mineiro,
Salve Maria.
 
    Acuso que recebi sua “bula” ou seu “motu proprio”.
    Mas não sabia que em Minas havia, agora, um Papa de mentirinha.
    Nenhum Papa declarou o Concílio Vaticano II infalível.
    Só você.
    Por acaso o fizeram papa, ou você se auto proclamou tal?
   
    Você deveria escrever no “Falsitatis” Splendor. 
    Seria um sucesso.
    É lá que se escrevem as bulas contra a Montfort.
 
    É claro que eu prefiro “os padres de sacristia e católicos que não saem da igreja”.
    Vejo que você — como papinha mineiro auto proclamado — prefere os padres que saem da Igreja. Você prefere os padres que saem da Igreja, e que vão aos soviets ler Marx e ouvir Fidel.
    E, costumeiramente, padres que saem da Igreja vão também às praias, às boates, a barzinhos e cristotecas. 
    Vão também a favelas agitar para a revolta, ensinar aos pobres que o reino do deus deles é o reino do estômago cheio. E alguns deles, depois de irem às favelas, se instalam em Brasília, para encher a pança lá no Torto, ou em bons apartamentos, apesar do voto de pobreza que fizeram. E dizem atuar como assistentes religiosos do PT.
    …Das maracutaias do PT?
   
    Vejo que você prefere os padres assistentes pastorais e da heresia. Assistentes que falam dos pobres, e apóiam as falácias do socialismo. Sempre solidários.
    Até nas patotas.
    Você prefere os agentes pastorais que saem da Igreja.
   
    Você me julga mal dizendo que sou dos católicos que tem nojo do pobre.
    Sou filho de operário. Nasci pobre, e sempre vivi entre pobres. Nunca tive bens. Criei alguns órfãos, quanto eu pude.
    Melhor, e mais do que isso, Deus me tem ajudado a refutar sofistas comunistóides e hereges modernistas, que tornam os católicos órfãos de um Pai no céu, pois um dos fundadores da Teologia da Libertação, o ex frei Boff, blasfemamente declarou que era ateu “daquele velho barbudo lá em cima” que quer nos impor mandamentos.
    Boff e os seus admirados “padres que saem da igreja” por perderem a Fé, assassinam o Pai do Céu em quem os pobres confiam e esperam, com muita razão.
    Quem acredita em “padres que saem da igreja” são burgueses endinheirados.
    PT e TL são como coceira ideológica de maus ricos.
   
    Se nenhum padre nunca lhe chamou a atenção pelo ensinamento que você ministra, é porque esses padres compactuam com suas heresias.
    Mantenho a sugestão que você estude o Catecismo para crianças. Pode ser o Segundo mesmo.
    Para corrigir suas heresias, tem que começar pelo Segundo Catecismo. O Terceiro já seria por demais elevado para sua capacidade de aguentar a verdade. E depois, somente voltando a ter uma mente de criança de doze anos é que você poderá entrar no reino dos céus.
    Leia e estude então, para começar o Segundo Catecismo.
    Veja se agüenta.
   
    Pois você mesmo me dá a prova de sua completa ignorância doutrinária, ao me escrever:

o sr. compactua com o pensamento conservador de alguns membros da Igreja de que fora da Igreja não há salvação. Então pergunto novamente: o que será dos 5 bilhões de seres humanos não-católicos? Acho que precisa de “mais humildade” e menos prepotência quem assim pensa”.
    
    Vejo que você, como papimha mineiro, além de proclamar plenamente a falsidade de que o Concílio Vaticano II foi infalível, você se dá o poder de abolir um dogma proclamado pelo IV Concílio de Latrão: o de que fora da Igreja não há salvação.
   
    Isso é dogma. Não é pensamento conservador de alguns membros da Igreja.
    Nem um papinha mineiro pode abolir esse dogma.
   
    Coloque-se me seu lugar e vá ouvindo:
  
    O IV Concílio de Latrão (1215), Concílio infalível, decretou em seu Canon I: 

…Há apenas uma Igreja universal dos fiéis, fora da qual absolutamente ninguém é salvo…”.  E no Canon III: “Nós excomungamos e anatematizamos toda heresia erguida contra a santa, ortodoxa e Católica fé sobre a qual nós, acima, explanamos...”.  (Denzinger, 430).

 
    Quer você mais algumas citações de membros “conservadores” da Igreja?
    Elas serão bem úteis para um papinha como você, que segue os destruidores da Igreja.
    Veja mais algumas provas do que lhe digo:
 
    O Papa Inocêncio III proclamou:

De coração cremos e com a boca confessamos uma só Igreja, não herética, mas a Santa, Romana, Católica e Apostólica, fora da qual cremos que ninguém se salva“ (Denzinger, 423)

   
    O Papa Bonifácio VIII (1294-1303) proclamou e ensinou:

 ”Por imposição da fé, estamos obrigados a crer e manter que há uma só e Santa Igreja Católica e a mesma apostólica e nós firmemente cremos e simplemente a confessamos e fora dela não há salvação nem perdão dos pecados. (…) Submeter-se ao Romano Pontífice, o declaramos, o decidimos, definimos e pronunciamos como de toda necessidade de salvação para toda criatura humana” (Denzinger, 468-469)


   E o Concílio de Florença (1438-1445): 

Firmemente crê, professa e prega que ninguém que não esteja dentro da Igreja Católica, não somente os pagãos, mas também, judeus, os hereges e os cismáticos, não poderão participar da vida eterna e irão para o fogo eterno que está preparado para o diabo e seus anjos, a não ser que antes de sua morte se uniam a Ela (…)”. (Denzinger, 714)


    O Concílio infalível de Trento (1545-1563) além de condenar e excomungar os protestantes, reiterou tudo o que os Concílios anteriores declararam, e ainda proferiu:

… nossa fé católica, sem a qual é impossível agradar a Deus…


    Isso não significa que alguém que materialemnete não poertença á Igreja Catolica não tenha nenhuma possibilidade de salvação. Havendo impossibilidade absoluta de conhecer a Igreja — (o que não é o seu caso) –, havendo ignorância invencível, a pessoa pode se salvar, se praticar a lei natural que todos conhecem.
    Até você. 
    Até os padres que saem da Igreja conhecem a lei natural.
   
    Meu caro, você não está seguindo os passos de Cristo. Você infelizmente está confundindo os passos de Cristo com os do Anticristo.
    Saiba que o Profeta Daniel, falando do Anticristo, afirmou que ele “fará cessar o sacrifício perpétuo(Dan. XI, 31) e “repartirá a terra gratuitamente (Dan. XI, 39) aos seus seguidores.
 
    Portanto, o Anticristo será seguidor das cartilhas da Pastoral da Terra da CNBB. O Anticristo fará a opção de Medellín.
    Com o aplauso de certos burgueses riquinhos.
   
    E você termina me citando o marxistóide padre Manzatto.
    Que citação mais infeliz!
    E cita o que ele disse sobre a reunião do Celam.
    Você, se não fosse pretendente a papa mineiro, citaria o Papa Bento XVI
    Mas você declara que prefere sua opinião de papinha mineiro ao ensinamento do Papa Bento XVI, que não lhe interessa e no qual não acredita.
    É o que você me escreve atrevidamente:

É nisto que acredito, goste o sr. ou não, goste o papa ou não, goste o bispo ou não…………., pois tenho certeza que Deus gosta e para mim basta!” (O sublinhado é meu)

    Desse modo, você confirma sua opção de ser um papinha mineiro, que acredita em sua opiniãozinha pessoal, e não no ensinamento do Papa.
    Papinha Salvio, fique com manzattos, bettos e boffes.
    Fico eu com o Papa.
 
    Adeus.

In Corde Jesu, semper, 
Orlando Fedeli
 

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Bento XVI: Homilia da Missa Crismal

Artigos Montfort: Ataque e nos defenderemos: resposta a Dom Estevão Bettencourt - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: “Por que me persegues?” Um comentário sobre a crise na Igreja - Marcelo Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais