Montfort Associação Cultural

12 de julho de 2008

Download PDF

A verdadeira Liturgia é a ponta de lança da ação de Bento XVI

Autor: Orlando Fedeli

Padre John Zulsdorf, em entrevista concedida, ontem, (8 de Julho de 2008) a Anna Marie Adkins – (http://paparatzinger-blograffaella.blogspot.com) tratou dos atos pró Missa antiga tomados por Bento XVI, especialmente através do Motu Proprio Summorum Pontificum, contra o qual os Bispos pró modernismo se tem manifestado por meio de chicanas canônicas e manobrinhas rasteiras.
 
Padre Zuhlsdorf pertenceu no passado à Eccesia Dei, e é um especialista em liturgia. Nessa entrevista, ele confirma a informação de que o Vaticano está para lançar um novo documento, para reforçar o Motu Propro, e anular as resistências episcopais à vontade do Papa de restaurar por toda parte a Missa de sempre. Padre Zuhlsdorf considera que, após o Vaticano II, houve uma verdadeira devastação litúrgica na Igreja, pois se deu uma ruptura com a tradição católica. Pela brecha aberta na muralha da tradição, entraram na Igreja, com a fumaça de satanás, o relativismo e o secularismo reinantes na modernidade.
 
Bento XVI, desde os tempos em que exerceu cargos em Roma,  preocupou-se sempre com a derrocada da liturgia e do catolicismo que instituíram os fundamentos da chamada civilização ocidental.  Com efeito, a Europa, destruída pelas invasões bárbaras do século V, foi reconstruída pelas abadias beneditinas, difusoras da Fé e guardiães da tradiçao eclesiástica, assim como entesourando a sabedoria antiga. A Europa é filha da Igreja Católica, e se desenvolveu com a sabedoria cristã e com a liturgia romana.
 
Para dar verdadeiro e digno culto a Deus, para  reconstruir a Igreja devastada no pós Concílio, assim como para reconstruir a Civilização Ocidental e a Europa, Bento XVI quer revigorar a Missa de sempre.
 
Lembra Padre Zuhlsdorf, que a identidade católica está ligada indissoluvelmente à oração litúrgica, especialmente à Missa. Portanto, ele deixa entrever que a Nova Missa instalada por Paulo VI fez perder, pelo menos em parte, essa identidade. O que é uma acusação gravíssima. Daí, a necessidade de restaurar da Missa de sempre.
 
Conforme os modernistas,  a Igreja renasceu com o Vaticano II. Mas Bento XVI não pensa propriamente assim, e, por isso, está procurando levar a Igreja à liturgia tridentina, a um maior respeito ao Santíissmo Sacramento. Padre Zuhlsdorf crê, com Bento XVI, e com evidente bom senso católico, que só pode haver vida católica mantendo-se a união com as raízes do Catolicismo, isto é, com a trradição católica. E conclui Padre Zuhlsdorf que a Liturgia é a ponta de lança do combate de Bento XVI.
 
Orlando Fedeli

 

TAGS

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Terceiro Domingo da Quaresma – Liturgia Tridentina e Comentário ao Evangelho

Cartas: Momento da consagração e uso de pão ázimo - Orlando Fedeli

Cartas: Coroinhas e acólitos - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais