Montfort Associação Cultural

25 de agosto de 2004

Download PDF

A Lógica Espírita

  • Consulente: Silvio G
  • Idade: 23
  • Localizaçao: – Brasil
  • Religião: Espírita

Vocês no site criticam a Maçonaria e outras coisas mais, eu não sou Maçon, mas sou espírita, e acho que os senhores passáram informação incorrecta a um visitante que solicitou esclarecimento, assim apelo ao meu direito,como espírita,de esclarecer os visitantes.

VOCÊS SABEM QUE: uma boa àrvore não poderá dar maus frutos…

ora o espiritismo tem feito algo de errado???

Que eu saiba somente a Igreja tem(desde a Inquisição)., violações de freiras,pedofilia, adulteração de verdades,segredo de fátima,etc,manipulação de verdades, se você não fosse tão desinformado,como é, veria que há bons e maus cristãos,assim como bons e maus espíritas, visite centros espíritas kardequianos federados e verá que têm lá imagem de Cristo,e se você conhecêsse essa doutrina saberia que eles seguem os ensinamentos de Jeus,falamos muito de Deus e até lemos a Bíblia, ensinamos a caridade, nunca queremos converter ninguém como faz a igreja, não forçamos ninguém a ir lá,não fazemos ritos ou magias, somos pessoas normais.

não pedimos donativos, nada..

NÃO CRITIQUE O que desconhece, Deus lhe dê discernimento.

Estou em Portugal,tenho 23 anos e sou espírita há 4, os espíritas são pessoas amorosas e tentando aperfeiçoar-se,fazem o bem e amam o próximo, nunca falam a outros cépticos sobre a doutrina nem querem converter ninguém.

Se você tiver paciência e ler «O Evangelho segundo o espiritismo» verá que a palavra de Deus está lá, ao contrário da B+íblia que fala muito em apedrejamento de pessoas,condenação ETERNA ao inferno,guerras, Jeová guerreiro,etc…

O Brasil é um bom exemplo de espiritismo,há mais de 60 milhões de médiuns,mais de 9000 centros espíritas, Chico Xavier,Divaldo Franco e outros médiuns dão muito amor à Humanidade,doam o dinheiro das edições de livros a associações de caridade,têm centros que ajudam crianças,etc…

Espero que publiquem este meu email de esclarecimento, ou então irei reenviá-lo publicamente a mais pessoas e a grupos onde pertenço,e ajuntamente enviarei o link do vosso site,expondo a situação.

Os visitantes têm o direito ao esclarecimento,a vossa palavra não poderá sera última.

os espíritas têm direito de defender-se.

fraternalmente Silvio G

Prezado Silvio, salve Maria.

Publicaremos sua carta como nos pede. Tanto mais que nela há frases extremamente interessantes. Por exemplo, esta:

Se você tiver paciência e ler «O Evangelho segundo o espiritismo» verá que a palavra de Deus está lá, ao contrário da B+íblia que fala muito em apedrejamento de pessoas,condenação ETERNA ao inferno, guerras, Jeová guerreiro,etc…”.

Para você, então, o livro de Allan Kardec é superior à Bíblia, e você considera que o Deus da Bíblia é cruel, e, portanto, falso. E na mesma carta em que afirma essa blasfêmia, você me escreve que:

“…e se você conhecêsse essa doutrina saberia que eles [os espíritas] seguem os ensinamentos de Jesus, falamos muito de Deus e até lemos a Bíblia, ensinamos a caridade, nunca queremos converter ninguém como faz a igreja, não forçamos ninguém a ir lá,não fazemos ritos ou magias, somos pessoas normais”.(O negrito e o sublinhado são meus, para salientar sua contradição).

Pois se o Deus da Bíblia é cruel, portanto falso e mau, e se a Bíblia não tem a palavra de Deus, se você tem certeza de que a palavra de Deus está na obra de Kardec, por que, então, lê a Bíblia?

Sua lógica é realmente ..do outro mundo! Agradeço-lhe a informação — a mim que sou tão desinformado — de que, no Brasil, hoje, numa população de 170 milhões de pessoas, haveria 60.000.000 de médiuns . Deve ser por isso que o Brasil vai tão bem.

Sua carta é um exemplo claro do alto nível intelectual e lógico dos espíritas.

 

Equipe de respondedores.

Associação Cultural Montfort

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais