Montfort Associação Cultural

29 de abril de 2010

Download PDF

“A Igreja não deve pactuar mas denunciar”

 
“Mas é verdade que a Igreja nunca deve simplesmente  pactuar com o espírito do tempo. Tem de denunciar os vícios e os perigos de uma época; tem de interpelar a consciência dos poderosos, mas também dos intelectuais e daqueles que vivem, de coração estreito e confortavelmente, ignorando as necessidades da época etc. Como bispo, senti-me obrigado a cumprir essa missão . Além disso, os déficits eram flagrantes: desânimo da fé, diminuição das vocações, queda do nivel moral, sobretudo entre as pessoas da Igreja, tendência crescente de violência e muitas outras questões. Lembro-me sempre das palavras da Bíblia  e dos Padres da Igreja, que condenam com grande severidade os pastores que são como cães mudos e que, para evitar conflitos, deixam que o veneno se espalhe. A tranqüilidade não é a primeira obrigação de um cidadão, e um bispo que só estivesse interessado em não ter aborrecimentos e em camuflar, se possível, todos os conflitos, é para mim uma idéia horrível.”   
 
(Cardeal Joseph Ratzinger, in  ”O SAL DA TERRA”, Peter SEEWALD, , Ed IMAGO, 1997 , p. 67)

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Custos, quid de nocte? - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Adeus, Homens de Bem

Notícias e Atualidades: Paulo VI e a “fumaça de Satanás”, presente na Igreja há quarenta anos

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais