Montfort Associação Cultural

28 de janeiro de 2005

Download PDF

A Grande Meretriz do Apocalipse

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Guilherme
  • Idade: 27
  • Localizaçao: Porto Alegre – RS – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Religião: Católica

Boa tarde.

Em primeiro lugar, gostaria de elogiar o texto que conta a verdade sobre os falsos profetas que iniciaram a Igreja Adventista (www.montfort.org.br/perguntas/adventista.html).

Eu não sou adventista, mas estudei 9 anos em uma escola deles, e sei que a maioria dos membros dessa Igreja não pensam muito a respeito do começo dessa seita.

Em segundo lugar, uma polêmica, não sobre os adventistas: a Igreja Católica já lançou alguma biografia autorizada da Igreja e de seus papas?

É que as pseudo-biografias que existem hoje em dia sobre a Igreja e os Papas falam muito mal deles, relatando casos de autorizações para guerras e confisco de terras, proibição da leitura da Bíblia, amantes, filhos ilegítimos, lutas corporais em Concílios, inquisições, assassinato de protestantes, submissões forçadas, comércio de indulgências, entre outras barbaridades. Falam até de uma tal de Papa mulher!!!

Se tudo isso for verdade (pois parece…), será que a Igreja Católica não será um dia castigada por tudo isso? Será que o castigo da Grande Meretriz do Apocalipse não será sobre a Igreja? E as 7 colinas onde se localiza Roma, não tem relação?

Se a pedra verdadeira não for a Igreja, e sim Cristo, o próximo Papa bem que poderia ser o Falso Profeta do Apocalipse. Imagina só isso!

Afinal, a quem Jesus se refere em Apocalipse 18:4, quando manda o seu povo sair “dela”, para não sermos participantes de seus pecados? Não é a respeito da Igreja nos últimos tempos? Não seria melhor abandonar a Igreja antes, para não sermos participantes de tantas injustiças, e Deus nos castigue junto? Será que as Igrejas protestantes, que acreditam exclusivamente na Palavra de Deus contida na Bíblia, não estão mais corretas do que as Igrejas que sempre obedeceram ao Papa?

Prezado Guilherme, salve Maria.

Agradeço seu testemunho sobre o adventismo, pois o fato de você ter estudado com eles por nove (9) anos lhe dá autoridade para dizer o que constatou.

Há várias Histórias da Igreja recomendáveis. Uma que lhe seria útil, por ser um bom resumo, é a Histoire Populaire de l”Ëglise do padre Émile Barbier (3 volumes). Outra é a de um protestante convertido Ludwig von Pastor — História dos Papas em muitos volumes.

Qualquer História mais séria, porém, lhe demonstrará que todas essas calúnias que você enumerou contra a Igreja – Papisa Joana, massacres, etc são absolutamente falsas, ou tem uma explicação lógica.

Se a Igreja é de fato divina, fundada por Cristo, é natural que ela seja caluniada. Pois não disse Cristo: “Bem aventurados sereis quando vos insultarem, e vos perseguirem, e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim” (Mt. V, 11).

No Apocalipse, Jesus nos fala de uma sua Igreja e de outra que ele chama de “Sinagoga de satanás” (Apoc II, 9), que se faz passar pela Igreja verdadeira. Assim também, o Anticristo vai se fazer passar por Cristo, tentando substituí-lo, imitando suas obras com prodígios, tentando fazer passá-los por milagres, do mesmo modo, a Sinagoga de Satanás procura infiltrar-se na Igreja, para dominá-la por dentro. Por isso São Pio X chamou os modernistas “os piores inimigos da Igreja”, pois tentavam destruí-la, por dentro, e de dentro dela. Esse trabalho, no tempo do Anticristo levará os adeptos do Anticristo a aderirem à sua falsa igreja — essa sim, a meretriz — e perseguidora da Igreja Católica e será, então, muito difícil não ser iludido. Essa ilusão, já hoje, recebe a adesão dos hereges protestantes ao chamarem a Igreja Católica de a Meretriz do Apocalipse, aquela que ocupará Roma quererá se fazer passar pela Igreja de Cristo.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: 39 Livros?

Cartas: Protestante critica veneração a Nossa Senhora

Cartas: Relato de conversão - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais