Montfort Associação Cultural

23 de janeiro de 2008

Download PDF

A glória da Missa de Sempre

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Padre Leonardo Holtz Peixoto
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Sacerdote
  • Religião: Católica

Caro Prof. Orlando Fedeli,

Lendo seu artigo hoje, dia 18 de Setembro, não podia deixar de fazer meus comentários acerca da Entrada em vigor do documento do santo Padre Bento XVI, “SUMMORUM PONTIFICUM“. Estou imensamente feliz. Como o senhor sabe sou padre do clero secular da Arquidiocese do Rio de Janeiro, onde a Santa Missa de sempre era expressamente proibida. É indizível a alegria de poder finalmente “subir ao altar de Deus, de Deus que alegra minha juventude“, sem nehuma represália. Vi seu comentário sobre a Santa Missa celebrada no Mosteiro de São Bento, em São Paulo e como o senhor ficou emocionado com a numerosa presença de jovens. Por esse motivo achei por bem partilhar com o senhor e com todos os amigos da Montfort a minha experiência qui na minha comunidade Paroquial de São Judas Tadeu, em Campo Grande, Rio de Janeiro. Foi emocionante ver o entusiasmo das senhoras na preparação das flores… no entusiasmo das crianças e adolescentes, que me auxiliaram a “transformar” o “altar novo” em “altar tradicional”… Dá um aperto no meu coração sacerdotal ouvir de meus coroinhas depois de montarem o altar me perguntar: “Padre, o altar fica tão mais bonito assim… porque mudou?”. O dia 14 de Setembro foi esperado com ânsia em alguns e uma certa curiosidade por outros aqui na Paróquia. O factoé que no dia 14 de Setembro celebrei, com a Graça de Deus, a Santa Missa de sempre! Foi muito bonia. Eu naturalmente fiquei um pouco nervoso, pois foi a primeira vez que celebrei a Santa Missa cantada. Havia mais de 100 (cem) pessoas na Paróquia e, como o senhor também observou, professor Fedeli, a maioria eram jovens! Deo Gratias!

Entretanto, prof. Fedeli, como Sacerdote ungido do Senhor, faço uma profecia: O inferno está em fúria!!! Não tenhamos dúvida. O demônio e seus asseclas ragem os dentes contra nós. Devemos nos preparar! Muito em breve vai começar uma nova perseguição aos cristãos. Muitos de nós seremos perseguidos, ameaçados, excomungados e, quem sabe, até lançados na prisão. Não faz mal: a Santa Madre Igreja precisa mesmo de NOVOS MÁRTIRES. E que Deus, Nosso Senhor, me permita ser um deles!

Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.” (Mt V, XI-XII)

In Corde Iesu

Pe. Leonardo Holtz
“Nisi in Cruce”

Muito prezado e reverendo Padre Leonardo,
Salve Maria.

     Que bom receber uma carta como a sua, Padre.
     Que bom saber que existem ainda Padres como o senhor manifesta ser nessa sua carta destemida e fervorosa. Deus o recompense, padre. Prouvera que muitos sacerdotes imitassem o seu zelo.
     Congratulo-me com o senhor e com sua feliz paróquia por essa Missa que retorna das catacumbas e do exílio. 
     
O mundo vai mudar, porque quando Cristo é levantado, ele atria tudo a Si.
     Indo ao rio quero um dia visitá-lo em Campo Grande. 
     Rezarei porém pelo senhor e por seus paroquianos para que Deus os faça dignos discípulos do senhor. 
     Que Nossa Senhora o guarde, padre. 
     Rogo-lhe que não se esqueça de mim em suas missas e oraçôes.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Dossiê Liturgia uma babel programada

Oração e Vida Espiritual: Missa da Circuncisão do Senhor: Primeiro de Janeiro

Notícias e Atualidades: Irá Bento XVI celebrar a Missa Tridentina em Novembro?

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais