Montfort Associação Cultural

1 de fevereiro de 2010

Download PDF

A "cura entre gerações" da RCC

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Emanuel Bonini
  • Localizaçao: Itápolis-sp – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior incompleto
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando,
Salve Maria!

Quero mais uma vez parabenizá-lo pelo maravilhoso trabalho que tem em vista combater tantas heresias que se levantam em nossos dias, frutos desse modernismo. Pena que ainda não respondeu nenhuma carta minha.

Mas vamos la:

É muito comum nos meios carismáticos, se ensinar uma doutrina totalmente confusa. Segundo alguns padre defensores deste “movimento” – Pe. Jonas, Pe. Eduardo, Pe. Robert DeGrandis – devemos orar e pedir a Deus libertação pelos males, influencias malignas, etc, etc, que herdamos de nossos antepassados.

O carismático padre DeGrandis, em “Cura entre gerações”, pág.30, citando um texto bíblico incompleto, ensina que os descendentes pagam os pecados dos seus antepassados: “Os pais comeram uvas azedas, e os dentes dos filhos ficaram embotados”.

Isso eu acho um absurdo e totalmente contra a Sagrada Doutrina da Igreja.

As suas curas entre gerações são curas de influências (obsessões) de espíritos dos seus antepassados, o que em minha opinião é Espiritismo. E essas curas entre gerações são também feitas por regressão de memória a passados longínquos.

Eu gostaria de saber a opinião do senhor professor e se possível, algum documento da Igreja que desmente essa mentira deslavada ensinada por esses carismáticos.

Desde já agradeço a atenção.

Sicut qui Ministrat
Emanuel Bonini

Muito prezado Emanuel,
Salve Maria.
 
     Entre tantas loucuras existentes nos meios carismáticos, essa é das piores.
     Não conheço documento da Igreja contra essa loucura, pois ela é nova. Se não há documento da Igreja contra isso, a Sagrada Escritura inteira mostra como Deus é misericordioso. O Antigo testamento está repleto de louvores à misericórdia de Deus, e o Novo Testamento, registra o triunfo da misericórdia do Coração de Jesus. Claro que o texto em que esses padres se baseiam para assustar o povo – e obter vantagens — está na Escritura, mas eles o interpretam mal.
     O texto citado mostra que por certos pecados, indiretamente, os filhos podem sofrer as consequências, mas não herdam nunca a culpa pessoal dos pais.
     Por exemplo, pais aidéticos transmitem aos filhos a AIDS, e não a culpa de seus pecados, se adquiriram AIDS por pecarem. Filhos de pais bêbados, ou que adquiriram certas doenças venéreas por pecado, podem herdar males físicos das doenças paternas, jamais a culpa deles.
     E o cúmulo do absurdo é dizer que os espíritos dos pais falecidos venham perturbar materialmente os filhos. Isso é pura exploração e erro gravíssimo.
     Veja que do pecado de Adão,– um pecado imenso — herdamos apenas as consequências e não a culpa pessoal. Nenhum homem vai ao inferno por causa apenas do pecado original de Adão. Cada um paga apenas as suas culpas pessoais.
     Esses padres fazem de Deus um carrasco. Eles sim é que pagarão por esse abuso e mentira.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Na Missa de Natal, Pe. Jonas Abib diz que Jesus nasceu impuro - Orlando Fedeli

Cartas: Renovação Carismática Católica - Orlando Fedeli

Cartas: Padre Jonas Abib e a certeza de salvação - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais