Montfort Associação Cultural

12 de outubro de 2010

Download PDF

A alegria da Juventude

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Rita Oliveira
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Economiaria
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando, paz!

Há muito tempo atrás fui sua aluna ( Colégio Alexandre de Gusmão..eu acho…).
Na época estava para ser lançado um filme sobre Maria ( Je vous salue Marie) se é que minha memória nãofalha. Na época, o senhor passou uma abaixo-assinado contra esse filme e eu fiz questão de passar também para todos do meu círculo.
Acho, sinceramente, louvável, o quanto defende nosa fé católica e alguns abusos cometidos dentro das igrejas.
Mas, ao meu ver, o senhor é contra a alegria, que é tão própria da juventude.
Sou catequista de Crisma e perceboo quanto os jovens são alegres e cativantes dentro da sua juventude.
Me pergunto e lhe pergunto: Que mal há em um jovem tocar guitarra dentro da Igreja, nas missas?
É o jeito deles de mostrarem o quanto amam a Deus!! E que bom que a nossa juventude está na Igreja. Que bom que existem padres jovens que incentivam essa alegria tão espontânea da Juventude.. É claro que para tudo tem um limite. E se as coisas, as músicas jovens forem dentro desse limite. Qual o mal?
Tive oportunidade de levar um grupo de jovens ao ginásio do Pacaembú para o encontro com o Papa. E como foi bonito, professor! O estádio Lotado de jovens, que estavam ali porque tem no coração o desejo de Deus, o desejo de serem de Deus.
E cantaram, brincaram e escutaram as palavras do Santo Padre e saíram de lá com a vida tão cheia de esperança.
Professor, a nossa sociedade precisa dessa alegria dos jovens! A nossa Igreja precisa dela!
Um grande abraço, fique na Paz e na alegria de Cristo Vivo e Ressuscitado.

Rita Oliveira

Em tempo: Gostava muito das suas aulas de história, aprendi muito com o senhor.

Muito prezada Rita,
Salve Maria.
 
     Com prazer recebo carta de antiga aluna.
     Não sou só contra os abusos que se dão contra a sacralidade da Missa. Sou contra as heresias e erros doutrinários gravíssimos que nela se fazem. E não sou contra a alegria. Pelo contrário, sempre fui e sou muito alegre.
     O fato de você me perguntar qual o mal de tocar guitarra na igreja me comprova que você não só não entendeu o que ensino, mas que não sabe o que é a Missa, e nem o que é alegria. Nunca houve, na História, uma juventude mais desesperada do que hoje. Você confunde gargalhada com alegria e delírio com júbilo.
     Prova do desespero da juventude atual é o consumo de drogas, e o alto índice de suicídio entre os jovens.
     Você não marcou limite nenhum. Só disse que tem que haver um limite.
     Qual?
     Limite é o que você acha? Ou é Deus quem nos impõe limites por meio de sua lei e da lei da Igreja?
     Você achou bonito o Pacaembu lotado… Isso só reflete que você se impressiona pela quantidade… E acha que os jovens saíram de lá encantados e cheios de esperança.
 
     Será?
     Será que eles entenderam o que o Papa disse que se deve praticar a castidade? Vi alguns casaizinhos desses jovens encantados na saída do Pacaembu. Estavam abraçados do modo menos casto possível… E deitados nas calçadas.
 
     A Igreja só precisa de nossa fidelidade e de nosso testemunho até o martírio, até o sangue, se for preciso. Não precisa de guitarras.
     E você está precisando ouvir algumas aulas de seu antigo professor.     
     Quando quiser, venha, e lhe darei as explicações de que precisa para ter a verdadeira alegria.
 
     Um abraço.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

Replica

Caro Professor Orlando,
Agradeço imensamente a sua resposta. De coração fico Grata.
E acho que o senhor tem razão!
A nossa juventude está tão sem rumo.. Eu realmente me empolguei no Pacaembu, por ver tantos jovens reunidos..mas lendo a sua resposta fiquei me perguntando: será que entenderam as palavras do Santo Padre?
Sabe, professor, eu gosto muito de estar com os jovens e fico imensamente triste quando vejo alguns absurdos e desvarios cometidos por eles e também contra eles.
Vejo uma juventude que jpa não respeita mais os professores, catequistas, pais, avós.. A família para eles ou para alguns deles, já não tem valor. É só olharmos os crimes absurdos que são cometidos dentro das próprias famílias.
Fico me perguntando , professor:è culpa de quem? Esses jovens que hoje matam, se drogam, bebem, se prostituem até muito pouco tempo atrás eram crianças..E o que foi passado para que eles se tornassem o que são hoje?
Tenho, dentro de mim, professor , uma vontade imensa de fazer algo em benefício dos jovens e as vezes acho que me atrapalho nas tradições e contradições..mas eu rezo, confio e peço a Deus que me ajude e me oriente no caminho que devo seguir.
Sei que os jovens de hoje são muito diferentes dos do meu tempo de juventude, mas o amor e o respeito pelas coisas Sagradas e pelas pessoas deveriam continuar os mesmos. E não é isso que acontece.
As escolas não educam mais, os pais abrem mão da educação de seus filhos..O governo nada faz.
É desesperador, caro professor Orlando. Que País encontraremos daqui alguns anos?
Somente acreditando na misericórdia infinita de Deus.
Obrigada, professor, pela sua resposta. Me fez pensar.
Sou grata, por um dia, ter tido aulas com um grande professor, que mais do que dar aulas de história nos ensinava as virtudes da vida Cristã.
Que Deus o abençõe sempre,

Rita Oliveira

 

Data: 20 Jun 2007

 
Muito prezada Rita,
Salve Maria.

 
    Fico contente que tenha compreendido. Gostaria que você conhecesse meus alunos para ver o que é a verdadeira alegria da juventude.
    A culpa do estado lamentável da juventude de hoje, é dos padres modernos que renunciaram a ensinar aos moços que a juventude foi feita para o heroísmo e não para o prazer. É só na cruz de Cristo que se encontra a verdadeira alegria, isto é, na aceitação generosa dos sofrimentos e limitaçãoes que Deus nos dá e apesar deles saber sorrir enfrentando a dificuldade. Sem recuar.
     Minha cara Rita, que bom receber depois de tantos anos um eco proveniente da alma de uma menina que foi minha aluna. Minha esposa Ivone gostaria de conhecê-la. E gostaria tanto que você conhecesse meus jovens alunos cantando com alegria exultante.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli
 
PS. Você entende francês? Veja essa canção:
 
 
                                               L” HONNEUR DE SE BATTRE                                   A Honra de batalhar
  
CHANTONS L”HONNEUR DE VIVRE                              Cantemos a honra de viver
BRAVANT LE MONDE ENTIER !                                    deasafiando o mundo inteiro.
CHANTONS UN CHANT QU” ÉNIVRE                             Cantemos um canto que inebria
NOS COEURS BRÛLANT EN FEU!                                nossos corações ardendo em fogo!
 
CHANTONS LA JOIE QUI VIBRE                                   Cantemos a alegria que vibra
D”AVOIR NOS COEURS TOUT LIBRES                         por termos o coração totalmente livre
 
L” HONNEUR DE NOUS BATTRE                                 Ah! a honra de batalhar
CONTRE LE MONDE ENTIER - MON DIEU !                  contra o mundo inteiro– meu Deus!
L”HONNEUR DE COMBATTRE                                     Ah! a honra de combater
TOUS ENNEMIS DE DIEU !                                           todos os inimigos de Deus!
 
QUE C”EST SI BON  SE BATTRE                                 Como é bom combater
QUE POUR L”HONNEUR DE DIEU                                apenas pela honra de Deus!
QUE C”EST SI BON, D”ABATTRE                                 Como é bom abater
TOUS ENNEMIS DE DIEU !                                           todos os inimigos de Deus
 
N”AVOIR PEUR DE PERSONNE                                   Não ter medo de ninguém!
N”AVOIR PEUR DE RIEN !                                            Não ter medo de nada!
 
CONTRE TOUT LE MONDE                                           Contra todo o mundo
QUE C” EST BON T”" AIMER– MON DIEU !                   como é bom te amar– meu Deus!
 
CONTRE TOUT LE MONDE                                           Contra todo o mundo
QUE C” EST BON SABRER!                                          como é bom sabrear!
 
QUE C” EST SI BON  DE VIVRE                                    Como é bom viver
SERVANT LA VÉRITÉ!                                                   servindo a Verdade!
QUE C “EST SI BON D”AIMER                                      Como é bom amar
LOI , VERTU, BEAUTÉ !                                                 lei, virtude e beleza!
 
DONNER TOUTE LA VIE                                                Dar toda a vida
POUR TOI VIERGE MARIE !                                           a Ti Virgem Maria!
 
CONTRE TOUT LE MONDE                                            Contra todo o mundo                                        
QUE C” EST BON T”AIMER — MON DIEU !                      como é bom te amar– meu Deus
CONTRE TOUT LE MONDE                                            Contra todo o mundo                                        
QUE C” EST BON SABRER !                                          como é bom sabrear!
 
 

SP. 17 – IV- 2003 OF.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Por que tanta frustração?? - Orlando Fedeli

Cartas: Anticristo e Concílio Vaticano II - Orlando Fedeli

Cartas: Jejum e abstinência - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais