Montfort Associação Cultural

28 de março de 2006

Download PDF

São Tomás de Aquino e Aristóteles

  • Consulente: Vinicius Brandão Prado
  • Localizaçao: Guarulhos – SP – Brasil

Eu não entendi muito bem quando responderam a um tópico dizendo que São Tomás de Aquino "filtrou" a obra de Aristóteles e também como Aquino consegue separar a Teologia da Filosofia em seus estudos. Gostaria de saber se eu ler a obra "Suma de teologia" do São Tomás de Aquino eu poderia entendê-lo melhor e se vocês recomendam alguma outra obra para seu entendimento. 
Grato!

Caro Vinicius,
Salve Maria,
     Quando se diz que S. Tomás filtrou a obra de Aristóteles o que se quer dizer é que recolheu as muitas verdades de sua obra e separou-as dos erros que continham. 
     Os erros das obras de Aristóteles, tal como as conheceu S. Tomás eram devidos a duas coisas: em primeiro lugar às interpretações dos árabes que traduziram a obra do grego para o árabe e fizeram comentários que fugiam muitas vezes, quer da correta filosofia que em tudo está de acordo com a doutrina católica; quer da própria concepção aristotélica. Um dos erros é a questão da eternidade do mundo, Aristóteles não fala sobre um Deus criador, como o compreendemos, tirando o mundo do nada. Há também a questão sobre a providência divina, Deus para Aristóteles, ou para seus comentadores árabes, não conhece o mundo, não o dirige de nenhum modo.
     Já a questão da separação entre teologia e filosofia é mais sutil. Como ciências elas se diferenciam no que diz respeito ao modo de estudar e não tanto quanto ao objeto. A teologia estuda por meio das verdades reveladas. Já a filosofia estuda por meio da razão humana, sem tomar como premissas os dados da revelação. Para S. Tomás, porém, as coisas estão muito ligadas, pois ele era um professor de teologia, a cadeira que ocupava na Universidade de Paris, por exemplo, era de teologia e não de filosofia, o seu principal livro (a Suma de Teologia) é um livro de teologia e não de filosofia. Ele mesmo explica que a teologia não tem um objeto próprio de estudo, mas uma finalidade própria que é o conhecimento de Deus. Esse conhecimento de Deus é alcançado pelo homem por meio do conhecimento do mundo e da revelação. Portanto, há uma coincidência entre o campo de estudo da filosofia (e das demais ciências modernas) e da teologia. Porém, enquanto a filosofia pretende conhecer os seres como seres de maneira geral e as ciências querem ter o conhecimento pleno dos seres como matéria, ou vida, etc. a teologia pretende conhecer os seres na sua relação com Deus.
     Para começar a ler S. Tomás de Aquino eu recomendaria uma leitura prévia de introdução à filosofia. Há uma carta com indicações de leitura de livros introdutórios de filosofia, use-os antes de ler a Suma contra os Gentios, ou outro dos livros de S. Tomás. Além daqueles livros citados, você poderia ler um outro que se chama: "As 24 teses tomistas" do dominicano Edouard Hugon. O livro foi escrito originalmente em francês, mas existe tradução em português.
    Que Nossa Senhora o guie em seus estudos,
 
Salve Maria,
Maria Sofia

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais