Montfort

Espaço do Leitor

Perguntas & Respostas | Enviar dúvidas | Livro de Visitas | Assinar Boletim

Pergunta

*** Citação de textos bíblicos

De: Angeli
Enviada em: Quinta-feira, 11 de dezembro de 2003
Localidade: Rio de Janeiro, RJ
Religião: nenhuma
Idade: 25
Escolaridade: superior completo

É louvável o conteúdo e disposição desse site de orientar seus devotos sobre suas crenças . . .Pena nem todos os membros da crença terem acesso a internet . . .

1- Porque nas suas respostas para os leitores, não citam os textos bíblicos nos quais se baseiam para dar as resposta ? Por que não incentivam seus leitores a lerem Bíblia para a confirmação de suas respostas ?

2- Depois de muito tempo de contato e conversas com católicos, ainda não consegui compreender em que vocês se baseiam para cultuar pessoas (Santos ),inclusive Maria diante da palavra clara de Deus que não deveríamos fazer a adorar imagens "nem do que há sobre céu nem debaixo na terra " - Vocês não se consideram idólatras ? Esse site me parece bem equilibrado e >ponderado, será que teria também uma resposta equilibrada e ponderada para minha dúvida ? Não seria Jesus um intermediário suficiente entre Deus e nós( ITm. 2.5 ) ?

Resposta

Prezado Angeli, salve Maria, "Mãe de meu Senhor" (S. Lucas, I, 43)

Agradecemos o elogio ao site.

E agradecemos particularmente sua compreensão do equilíbrio de nosso trabalho, que muitos acusam de radical e fanático.

Respondendo suas dúvidas:

>> 1- Porque nas suas respostas para os leitores, não citam os textos bíblicos nos quais se baseiam para dar as resposta ? Por que não incentivam seus leitores a lerem Bíblia para a confirmação de suas respostas ?<<

Mas nós fazemos isso! Note como comecei minha mensagem: para provar que todo protestante erra ao negar a maternidade divina a Maria, cito sempre São Lucas I, 43!

E assim também com as outras respostas.

E permita-me ainda um comentário: nós geralmente citamos o trecho da Bíblia, ao contrário dos protestantes, que muitas vezes lançam as citações sem dar o texto, e acabam induzindo as pessoas a acreditarem no que dizem sem sequer lerem!

>> 2- Depois de muito tempo de contato e conversas com católicos, ainda não consegui compreender em que vocês se baseiam para cultuar pessoas (Santos),inclusive Maria diante da palavra clara de Deus que não deveríamos fazer a adorar imagens "nem do que há sobre céu nem debaixo na terra " - Vocês não se consideram idólatras ? Esse site me parece bem equilibrado e ponderado, será que teria também uma resposta equilibrada e ponderada para minha dúvida ? Não seria Jesus um intermediário suficiente entre Deus e nós( ITm. 2.5 ) ? <<

Das imagens, certamente você conhece as passagens bíblicas em que Deus permite e mesmo ordena que sejam feitas, não conhece Angeli? Serpente de bronze, querubins da arca, bois e leões e figuras humanas no templo de Salomão... já as repetimos à exaustão em outras respostas, mostrando que não há mal nenhum em fazer imagens quando a finalidade é veneração e adorno.

O culto aos santos consiste na consideração da condição dos salvos. Se os santos estão no céu, então celebramos sua memória, pedimos sua intercessão. Celebramos sua memória pois os santos são dignos de homenagem, já que cumpriram a vontade de Deus e agora receberam o prêmio de sua fidelidade; pedimos sua intercessão pois os santos são amigos de Deus, e os que eles pedem Deus atende. Assim Maria Santíssima antecipou o primeiro milagre de Cristo em Caná. Assim, Jó pedia pelos amigos, e Moisés intercedia pelo povo. E Eliseu, com seus ossos, ressuscitou um morto! Se Deus permite a intercessão na Terra, com muito mais razão no céu, pois os santos no céu não podem mais pecar nem ofender a Deus, sendo sua amizade então definitiva.

Cristo Nosso Senhor é intermediário suficiente para a nossa salvação. Por isso diz o mesmo trecho que você citou: "Porque há um só Deus e só há um mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo homem, QUE SE DEU A SI MESMO PARA REDENÇÃO DE TODOS" (1o. Timóteo, II, 5-6).

Para mais detalhes, consulte: http://www.montfort.org.br/perguntas/protestante7.htm.

Esperando ter-lhe respondido com ponderação, despedimo-nos

In corde Iesu et Mariae
Marcos Libório

Pergunta

*** Citação de textos bíblicos

De: Ana Hortência
Enviada em: Quarta-feira, 24 de dezembro de 2003

Querido , Marcos Libório

1. Agradeço muito a sua resposta. Foi a confirmação de que esse site é realmente comprometido. No que diz respeito ao equilibrio e a ponderação do site, faço questão de retirar minhas palavras do primeiro e-mail. Penso que uma das regras éticas de qualquer religião é respeitar as práticas do outro e conhecer bem primeiro sua crença antes de tecer qualquer comentário. Não sou católica, também não sou protestante ( aqueles que tem origem de fé na reforma Protestante de Lutero) e achei incrivelmente de mal tom seu comentário maldoso a respeito dos protestantes ( abaixo ) . Como não conheço profundamente as práticas católicas, jamais faria uma crítica dessa origem sobre sua igreja. ( quanto mais sem fundamento, só pelo prazer de afrontar o outro - que foi o que me pareceu a sua atitude que aliás , nega todo o princípio de amor e respeito que a Bíblia ensina ) E digo mais, fiz perguntas parecidas a um site protestante ( porque da mesma forma quis conhece-los ) E nas suas respostas demonstraram muito respeito pela igreja católica apesar de descordarem em muito dela. Em nenhum momento quiseram afrontar suas práticas. Me parece que você conhece poucos protestantes e/ou tem muito pouco contato com eles . . .

Seu comentário : "E permita-me ainda um comentário: nós geralmente citamos o trecho da Bíblia, ao contrário dos protestantes, que muitas vezes lançam as citações sem dar o texto, e acabam induzindo as pessoas a acreditarem no que dizem sem sequer lerem! "
2. Erra novamente quando considera ( também ao que parece por falta de conhecimento ) que os protestantes não consideram a maternidade divina de Maria. Seguem suas palavras : "Note como comecei minha mensagem: para provar que todo protestante erra ao negar a maternidade divina a Maria, cito sempre São Lucas I, 43! "
Eles a consideram sim. Sem dúvida alguma a maternidade de Maria foi divina , sobrenatural e Santa e todas as religiões reconhecem isso. Não há como negar. Até mesmo quem não tem nenhuma religião não pode negar que a gravidez de Maria foi concebida de um modo Santo e Divino. a minha dúvida porém é : Se a própria Maria , se submeteu ao Senhorio de Jesus, como eu posso considera-la também símbolo para adoração ? Por um acaso A Bíblia cristã relata também uma ressurreição de Maria, ou de algum outro Homem . . . Acho que não há . . . Se houver , por favor me ajudem a conhecer. A concepção de Maria foi Santa - não tenho dúvidas disso - Porém só sinto segurança em que realmente leve as minhas orações a Deus em Jesus - Aquele que ressuscitou !

3. Mais uma vez agradeço sua atenção, mas você não respondeu minha pergunta : Vocês se consideram ou não idólatras ? Por quê ? - Gostaria muito de ser respondida.Sinceramente minha única intenção é conhecer melhor sua igreja e compreender suas bases. POr isso aguardo resposta.

Cordialmente

Resposta

Confusa Ana Hortência, ou... Angeli, salve Maria, "Mãe de meu Senhor" (S. Lucas, I, 43)

Sentimos muito tê-la decepcionado, perdendo seu concurso de simpatia para os protestantes...

Também não sabíamos da sua enquête sobre religiões, apenas respondemos sinceramente às suas dúvidas.

Mas parece que você não gostou nem um pouco... pois não pretendemos ser simpáticos com o erro nem aumentar os números em sua estatística, mas escrevemos para defender a verdade.

Permita-me então mostrar sua incoerência, que não é pouca.

Você diz que nós infringimos as "regras éticas de qualquer religião" ao não "respeitar as práticas do outro"; que nosso comentário sobre as citações protestantes foi "incrivelmente de mal tom" e "maldoso" e "quanto mais sem fundamento, só pelo prazer de afrontar o outro", e que você, em sua posição de neutralidade, onipresença e onisciência "jamais faria uma crítica dessa origem sobre sua igreja".

Ora, minha contraditória Ana, como você nos acusa de tudo isso e vem com essa pergunta: "Vocês se consideram ou não idólatras?"
Mas isso é pergunta que se faça? É "ético" ou "respeitoso" ou de "bom tom" fazer tal pergunta?

Dirá você então que perguntar não ofende...

Daí lhe diremos: Ana, você se considera mentirosa? Na primeira mensagem você se escondeu sob o pseudônimo Angeli, sabe lá Deus porque. Para nós isso é um sinal de dissimulação. Mas se você notar bem, não fizemos nenhuma menção disso na primeira resposta.

Então, é lícito perguntar a você: Ana, você se considera mentirosa? Veja, não vá se ofender, é apenas uma pergunta, para conhecer você melhor, basta dizer sim ou não...

Francamente, Ana, sua pergunta ofende! E ofende mais ainda seu fingimento, pois apesar do atrevimento de sua pergunta, nós respondemos, sim!

A resposta refuta os dois argumentos contra a idolatria das imagens, de que toda imagem é ídolo, e de que os santos não podem ser intecessores, pois Cristo é único mediador. Mostramos que há imagens que são veneradas e são usadas como adorno, e que os santos são usados por Deus para interceder junto aos outros, sem ofender a mediação salvífica única de Cristo.

Reproduzo nossa resposta, para que não fique dúvida:

"Das imagens, certamente você conhece as passagens bíblicas em que Deus permite e mesmo ordena que sejam feitas, não conhece Angeli? Serpente de bronze, querubins da arca, bois e leões e figuras humanas no templo de Salomão... já as repetimos à exaustão em outras respostas, mostrando que não há mal nenhum em fazer imagens quando a finalidade é veneração e adorno. O culto aos santos consiste na consideração da condição dos salvos. Se os santos estão no céu, então celebramos sua memória, pedimos sua intercessão. Celebramos sua memória pois os santos são dignos de homenagem, já que cumpriram a vontade de Deus e agora receberam o prêmio de sua fidelidade; pedimos sua intercessão pois os santos são amigos de Deus, e os que eles pedem Deus atende. Assim Maria Santíssima antecipou o primeiro milagre de Cristo em Caná. Assim, Jó pedia pelos amigos, e Moisés intercedia pelo povo. E Eliseu, com seus ossos, ressucitou um morto! Se Deus permite a intercessão na Terra, com muito mais razão no céu, pois os santos no céu não podem mais pecar nem ofender a Deus, sendo sua amizade então definitiva. Cristo Nosso Senhor é intermediário suficiente para a nossa salvação. Por isso diz o mesmo trecho que você citou: "Porque há um só Deus e só há um mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo homem, QUE SE DEU A SI MESMO PARA REDENÇÃO DE TODOS" (1o. Timóteo, II, 5-6). Para mais detalhes, consulte: http://www.montfort.org.br/perguntas/protestante7.htm "

Até aqui a nossa resposta na primeira mensagem...

E você teve coragem de dizer: "(...) agradeço sua atenção, mas você não respondeu minha pergunta :" ?????

É extremamente pertinente perguntar então: Ana, você se considera mentirosa?

***

Mas o que a escandalizou em nossa resposta, fazendo com que perdêssemos o concurso de simpatia?

Foi a nossa afirmação: "E permita-me ainda um comentário: nós geralmente citamos o trecho da Bíblia, ao contrário dos protestantes, que muitas vezes lançam as citações sem dar o texto, e acabam induzindo as pessoas a acreditarem no que dizem sem sequer lerem! ""

E isso porque, segundo a pesquisadora de religiões Ana/Angeli: "Me parece(sic) que você conhece poucos protestantes e/ou tem muito pouco contato com eles . . ."

Ora, minha cara, tivemos a oportunidade de debater com vários protestantes, basta você dar uma olhada na seção de cartas do site. E quem sabe comprovará a afirmação que fizemos...

Mas o que há de ofensivo nessa afirmação? Não é nem um argumento doutrinário, somente uma constatação: os protestantes de fato decoram os versículos e muitas vezes os citam sem citar os textos; outras vezes citam os trechos sem contextualizar a frase, o que pode levar - e de fato muitas vezes leva - a erros grandes. E como muitas pessoas lêem os textos protestantes - somente com a referência das citações bíblicas, ou com poucas citações completas - sem buscarem na Bíblia o seu real significado ou contexto, os protestantes acabam levando muitos a acreditar no que dizem sem terem lido a Bíblia.

Isso é uma ofensa? Minha pobre Ana/Angeli, isso é um fato. E um fato constatado, pois muitas cartas que recebemos repetem as mesmas citações e os mesmos trechos, que refutamos colocando dentro do contexto bíblico.

O mais famoso é o da mediação única de Cristo (1o. Timóteo, II, 5-6), que citamos na primeira mensagem, e que você ignorou.

Essa passagem é citada assim pelos protestantes: "Porque há um só mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo homem" (I Tim. 2:5) Citado assim, parece que só há um mediador, eliminando portanto a mediação dos santos.

Porém, quando citamos tudo, colocando o contexto de São Paulo, lembrando as mediações de Moisés e dos outros santos, então a coisa fica completamente diferente: "Porque há um só Deus e só há um mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo homem, QUE SE DEU A SI MESMO PARA REDENÇÃO DE TODOS" (1o. Timóteo, II, 5-6).

Cristo é mediador enquanto REDENTOR dos homens, pois só Cristo é Deus e homem, só ele pode intermediar a salvação da humanidade através de seu mérito infinito e de sua participação na natureza humana.

Na citação cortada dos protestantes, negam-se os santos. Na citação completa da Bíblia, os santos tem o seu lugar como mediadores.

Conclusão: os protestantes dão a citação ou só um trecho, levando os demais protestantes a acreditarem que essa é a verdade, pois não checam a Bíblia. Nós então colocamos o contexto, explicamos a harmonia da doutrina católica em relação aos outros trechos da Bíblia, e provamos que a citação isolada dos protestantes leva a uma conclusão falsa. Isso para ficar apenas em UM exemplo...

Isso é ofensivo?

Francamente...

***

Mas o mais surpreendente é você dizer que os protestantes aceitam que Maria é Mãe de Deus!

Disse você:

"2. Erra novamente (sic) quando considera (também ao que parece por falta de conhecimento) que os protestantes não consideram a maternidade divina de Maria."

Cito apenas alguns: O batista Saul da Lagoinha: "Na mesma cidade de Éfeso foi realizado no ano de 431, que certamente é do conhecido do caro Professor Orlando, e passa a ser dos caríssimos leitores do Site Montfort, um Concílio em que foi decretada a posição de Maria como "Mãe de Deus."A partir dessa declaração: Maria, mãe de Deus" é que começou o desvio da valorização de Maria e de sua importância para o cristianismo." (http://www.montfort.org.br/perguntas/virgemmaria.html)

O protestante Valério: "A) Maria não foi a mãe de Deus porque Deus sempre existiu, ela deu a luz ao Jesus homem : Ele teve fome, sono, cansaço, chorou e etc... (Filipenses 2:6) - Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, (Filipenses 2:7) - Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; " (http://www.montfort.org.br/perguntas/nossasenhora6.html)

A adventista Gizeli: "Quanto à virgem Maria, sem discussão. O senhor diz que não respeitamos ela, mas respeitamos sim, afinal de contas ela foi mãe de Jesus, do Jesus que tanto amo. A única diferença é que não lhe prestamos culto. (...)" (http://www.montfort.org.br/perguntas/adventismo.html)

Não é nem preciso dizer que os protestantes foram devidamente refutados em seus erros...

Mas dizer que os protestantes consideram Maria Mãe de Deus é sui generis, nunca ouvímos tamanha bobagem, ainda de alguém que nos critica pela falta de conhecimento...

Se bem que nunca se sabe... cada seita protestante é uma sentença diferente... quem sabe surgiu até uma seita protestante... mariana!!

Desejando que Maria Santíssima a faça mais sincera no ano que entra, despedimo-nos

In corde Iesu et Mariae
Marcos Libório

 


Home | Veritas | Cadernos Montfort | Documentos da Igreja
Destaques da Imprensa | OraçõesEspaço do leitor

© Associação Cultural Montfort
Dúvidas relacionadas aos artigos: preencha o formulário